Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 7 de Dezembro de 2021

Economia

Energia ficará 8,9% mais cara em cinco municípios de Mato Grosso do Sul

O reajuste, de acordo com a Aneel, decorreu principalmente dos custos com a compra de energia e por conta da variação do IGP-M, índice de inflação dos últimos 12 meses

Campo Grande News

20 de Agosto de 2013 - 15:19

A partir da próxima terça-feira (27), a energia ficará, em média, 8,9% mais cara em cinco municípios de Mato Grosso do Sul, atendidos pela Elektro. O reajuste foi autorizado, hoje (20), pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Para os clientes residências de Três Lagoas, Anaurilândia, Santa Rita do Pardo, Selvíria e Brasilândia o reajuste será de 9,28%. Para os consumidores de alta tensão, como indústrias, a elevação será de 8,27%.

O reajuste, de acordo com a Aneel, decorreu principalmente dos custos com a compra de energia e por conta da variação do IGP-M, índice de inflação dos últimos 12 meses. O aumento será percebido integralmente nas contas de energia de outubro.

No total, a Elektro atende 2,3 milhões de unidades consumidoras distribuídas em 223 municípios de São Paulo e cinco de Mato Grosso do Sul. Nos demais municípios do Estado, a Aneel, mandou, no dia cinco de abril, reduzir a tarifa em 9,49% para os 706 mil consumidores residenciais, que são atendidos pela Enersul.