Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 30 de Novembro de 2021

Economia

Plantio de soja atinge 5,8% em Mato Grosso do Sul

De acordo com o assessor técnico do Sistema Famasul, Leonardo Carlotto, o destaque é a região Sul, cuja área avançou 5,4%, beneficiado pelas condições climáticas

Famasul

08 de Outubro de 2013 - 07:24

O plantio da soja efetivamente começou em Mato Grosso do Sul, alcançando 5,8% da área destinada ao cultivo da oleaginosa, o equivalente a 121,8 mil hectares. É o que mostra a circular técnica do Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio (Siga), da Associação dos Produtores de Soja do Estado (Aprosoja/MS).

A expectativa da instituição é que a área cultivada na safra 2013/14 totalize 2,1 milhões de hectares, batendo recorde histórico novamente, com alta de 7,3% em relação à safra passada, quando o plantio ocupou 1,958 milhão de hectares.

De acordo com o assessor técnico do Sistema Famasul, Leonardo Carlotto, o destaque é a região Sul, cuja área avançou 5,4%, beneficiado pelas condições climáticas. "Se o clima continuar oscilando entre chuvas e tempo seco o plantio será favorecido, podendo fechar a quinzena com 30% da área estimada plantada", ressalta Carlotto.

Segundo a circular técnica, os municípios que mais progrediram no avanço do plantio, atingindo 10% da área destinada ao plantio da soja são Ponta Porã, Aral Moreira e São Gabriel do Oeste.

O Siga é desenvolvido por técnicos da Aprosoja/MS e Famasul com recursos da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur), por meio do Fundo de Desenvolvimento das Culturas do Milho e da Soja (Fundems). Veja a circular técnica na íntegra: http://216.224.167.144/siga/sistema/modulos/publicacoes/arquivos/07102013_152006_circular_acompanhamento__36.pdf

 Sobre o Sistema Famasul – O Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) é um conjunto de entidades que dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representam os interesses dos produtores rurais de Mato Grosso do Sul. É formado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural (Funar), Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja/MS) e pelos sindicatos rurais do Estado.

O Sistema Famasul é uma das 27 entidades sindicais que integram a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Como representante do homem do campo, põe seu corpo técnico a serviço da competitividade da agropecuária, da segurança jurídica e da valorização do homem do campo. O produtor rural sustenta a cadeia do agronegócio, respondendo diretamente por 17% do PIB sul-mato-grossense.