Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 22 de Setembro de 2020

Economia

Preços dos imóveis residenciais sobem 0,20% em abril, diz FipeZap

Avanço ficou acima da deflação (-0,17%) projetada para o mês pelo mercado financeiro.

G1

06 de Maio de 2020 - 09:10

Preços dos imóveis residenciais sobem 0,20% em abril, diz FipeZap

O preço de venda dos imóveis residenciais em 50 cidades monitoradas teve alta nominal (sem considerar a inflação) de 0,20% em abril, enquanto o mercado financeiro projeta deflação (-0,17%) para o mesmo mês. Os dados são da pesquisa FipeZap, divulgada nesta quarta-feira (6).

Se a expectativa de deflação do Boletim Focus do Banco Central (BC) se confirmar, o preço médio de venda encerrará o mês com uma alta real de 0,37%.

Entre janeiro e abril, os valores dos imóveis acumulam alta nominal de 0,69%. Já nos 12 meses encerrados em abril, o avanço é de 0,31%.

Dentre as 16 capitais monitoradas pelo Índice FipeZap, as que tiveram maior elevação no preço médio foram:

  • Curitiba (+0,98%)
  • Florianópolis (+0,94%)
  • Campo Grande (+0,57%)

Por outro lado, tiveram deflação as cidades de:

  • João Pessoa (-0,33%)
  • Fortaleza (-0,24%)
  • Recife (-0,21%)

Preço de venda

Em abril, o preço médio de venda dos imóveis chegou a R$ 7.277 por metro quadrado (m²) entre as 50 cidades monitoradas. Dentre elas, Rio de Janeiro se manteve como a capital monitorada com o preço mais elevado (R$ 9.311/m²), seguida por São Paulo (R$ 9.078/m²) e Brasília (R$ 7.422/m²).

Já entre as capitais monitoradas com menor valor médio de venda residencial por m², figuraram: Campo Grande (R$ 4.197/m²), Goiânia (R$ 4.303/m²) e João Pessoa (R$ 4.306/m²).