Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 18 de Agosto de 2022

Esporte

Flamengo vence São Paulo de virada na estreia de Oswaldo de Oliveira

Em um primeiro tempo ruim tecnicamente, os gols saíram em erros das zagas.

Gazeta Esportiva

24 de Agosto de 2015 - 09:29

O técnico Oswaldo de Oliveira estreou bem no comando do Flamengo. Neste domingo, os rubro-negros venceram o São Paulo por 2 a 1, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. Com o resultado, os cariocas chegaram a 26 pontos e se afastaram novamente da zona de rebaixamento. Já os paulistas seguem com a sequência negativa de três derrotas seguidas e vêem o G-4 da Série A mais distante neste momento da competição.

Em um primeiro tempo ruim tecnicamente, os gols saíram em erros das zagas. O Tricolor abriu o placar com Luiz Eduardo, que aproveitou saída errada de César. O empate do Flamengo veio com Ederson, que percebeu recuo fraco de Thiago Mendes. Na etapa final, Guerrero marcou para virar para os donos da casa e dar os três pontos aos cariocas.

Na próxima rodada, o Flamengo vai até a Arena Pernambuco para enfrentar o Sport, no sábado. No mesmo dia, o São Paulo recebe a Ponte Preta no Morumbi.

O jogo – O Flamengo começou melhor a partida e buscou pressionar o São Paulo nos primeiros minutos. Os rubro-negros não demoraram para criar uma boa jogada. Aos três minutos, Guerrero recebeu passe na área, pela direita, e chutou cruzado para boa defesa de Renan Ribeiro.

No entanto, após o lance inicial, os donos da casa viram o adversário melhorar na marcação. Os paulistas tentavam avançar nos contra-ataques, mas sem sucesso. Com isso, o duelo ficou concentrado entre as intermediárias.

Somente aos 35 minutos, o São Paulo teve uma chance e a aproveitou. Após cobrança de escanteio, Cesar saiu mal e viu Luiz Eduardo subir mais que Samir para cabecear para a rede.

O Flamengo não se abateu com o revés e quase empatou no minuto seguinte. Guerrero arriscou de fora da área e obrigou Renan Ribeiro a fazer boa defesa. O lance animou os rubro-negros, que chegaram ao empate 42 minutos. Após chutão do goleiro César, Thiago Mendes tentou o recuo de cabeça, mas viu Ederson, que aproveitou para finalizar sem chance para Renan Ribeiro e deixar tudo igual no intervalo.

No segundo tempo, o Flamengo voltou com tudo. O peruano Paolo Guerrero perdeu duas oportunidades clara em dois minutos. No entanto, aos três minutos, o atacante foi lançado e chutou no canto, na saída de Renan Ribeiro para virar para os cariocas.

O revés fez com que o São Paulo buscasse mais o ataque. Os paulistas chegaram com perigo aos sete minutos, em cobrança de falta de Carlinhos defendida por César. Só que a resposta do Flamengo veio com Emerson. O atacante recebeu passe na área, girou sobre a zaga e chutou para boa defesa de Renan Ribeiro.

Depois disso, o Tricolor passou avançar com mais intensidade, mas deixava espaço para os contra-ataques do Flamengo. Com o passar do tempo, os rubro-negros criaram diversas chances de gol. Aos 34 minutos, Emerson aproveitou cruzamento para finalizar e parar e grande defesa de Renan Ribeiro. Depois, foi a vez de Everton ver o goleiro paulista salvar os visitantes.

Nos minutos finais, os rubro-negros seguraram o ímpeto do São Paulo e conseguiram sair do gramado do Maracanã com os três pontos.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 23 de agosto de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Fábio Pereira (Fifa-TO)
Cartões amarelos: Canteros, Alan Patrick, Wallace e Everton (Flamengo); Bruno, Thiago Mendes (São Paulo)
Público: 42.954
Renda: R$ 1.163.960,00

GOLS:

FLAMENGO: Ederson, aos 42 minutos do primeiro tempo, e Guerrero, aos dois do segundo tempo

SÃO PAULO: Luiz Eduardo, aos 35 minutos do primeiro tempo

FLAMENGO: César; Pará, Wallace, Samir e Everton; Márcio Araújo, Canteros, Ederson (Paulinho) e Alan Patrick (Luiz Antonio); Emerson Sheik e Paolo Guerrero
Técnico: Oswaldo de Oliveira

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Bruno (Auro), Lucão (Wesley), Luiz Eduardo e Michel Bastos; Hudson, Rodrigo Caio, Thiago Mendes e Carlinhos; Centurión (Wilder Guisao) e Alexandre Pato
Técnico: Juan Carlos Osorio