Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 9 de Maio de 2021

Esporte

Livre da depressão, Thiago Ribeiro se diz motivado para dar volta por cima

O jogador, porém, afirma ter vencido a depressão e se diz motivado para dar a volta por cima no alvinegro.

Gazeta Esportiva

25 de Janeiro de 2017 - 14:41

No final do ano passado, boa parte da torcida do Santos não acreditava que acompanharia Thiago Ribeiro novamente com a camisa do clube. Longe do Peixe desde março de 2015, quando foi emprestado para o Atlético-MG, o atacante enfrentou seu maior adversário da carreira nas últimas temporadas e acabou aparecendo pouco no Bahia, em 2016, sendo afastado da equipe durante o Campeonato Brasileiro da Série B. O jogador, porém, afirma ter vencido a depressão e se diz motivado para dar a volta por cima no alvinegro.

“A situação da depressão começou no fim de 2014, quando ainda estava aqui no Santos. Fiquei três meses afastado, na academia. Perdi muito peso. Perdi preparo físico. Com poucos minutos de trote, me cansava. Me afetou muito nos últimos dois anos. Fui para o Atlético-MG, estava melhor, mas longe da situação normal. Foi um período difícil, começa de uma hora para outra. Não tinha problema na família, nada. Estava tudo normal. É uma coisa que veio subitamente. Procurei me apegar em Deus, principalmente quando estava no Bahia. Hoje posso dizer tranquilamente que estou totalmente recuperado. Me sinto motivado. Espero agora fazer um grande ano”, afirmou Thiago Ribeiro, em entrevista coletiva nesta quarta-feira, no CT Rei Pelé.

Antes de confirmar seu retorno ao Peixe, o atacante viveu um período de incertezas. Por conta do alto salário que recebe (cerca de R$ 300 mil), a diretoria santista não tinha a pretensão de continuar com ele no elenco de 2017. No final do ano passado, o Atlético-PR chegou a demonstrar interesse em seu futebol, mas acabou desistindo, praticamente obrigando o alvinegro a repatriá-lo.

Mesmo reintegrado ao elenco, Thiago sabe que não terá vida fácil, afinal, além da concorrência com Copete, Vitor Bueno e Arthur Gomes, o Santos já confirmou as contratações dos atacantes Bruno Henrique, Vladimir Hernández e Kayke. O jogador, porém, não vê problema em disputar posição, pois acredita que a maior dificuldade da sua vida já foi superada.

“A volta por cima eu já dei. A maior vitória que alcancei foi conseguir me livrar da depressão. Sem alegria, sem felicidade, a pessoa não tem vontade para nada. Não só no profissional, como um todo na vida. Minha alegria de viver a vida voltou. Essa é minha maior conquista. Todo jogador quer ser titular. Isso é normal. Todos têm que ter o desejo de jogar. Sabemos como funciona o futebol, a cada treino tem que demonstrar que tem condição de ser titular. O Dorival é um grande treinador. Tem me dado respaldo. A minha cabeça está no Santos. Como tenho contrato, meu foco vai estar aqui. E para o Santos não basta ter um time bom com 11, tem que ter um elenco forte. Ao longo da temporada jogador machuca, é suspenso. Por isso tem que ter um elenco qualificado”, concluiu o atacante de 30 anos.