Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 6 de Julho de 2022

Esporte

Santos está perto de ser o primeiro clube a conquistar "tríplice artilharia" no Brasil

Com Ricardo Oliveira garantido no Paulista e a passos largos no Brasileiro, missão de Gabigol é assegurar liderança na Copa do Brasil. Pato, Zé Roberto e Gabriel Jesus podem atrapalhar

GloboEsporte

20 de Outubro de 2015 - 14:29

Jogadores de rivais paulistas podem até pensar em atrapalhar, mas, com um time que deixa o torcedor empolgado na reta final da temporada, o Santos está muito perto de um feito relacionado à artilharia de competições jamais alcançado no futebol nacional. O clube do litoral paulista pode ser o primeiro a ter a "tríplice coroa" dos goleadores, liderando o quesito no estadual, na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro. Com Ricardo Oliveira assegurado no Paulista e com larga vantagem no Brasileirão, a tarefa de Gabriel é garantir a vantagem nas fases que restam da competição disputada em mata-mata, a começar pelo duelo contra o São Paulo nesta quarta-feira.

Ricardo marcou 11 vezes no Campeonato Paulista e tem 19 no Brasileiro, sete a mais que Jadson, do Corinthians, e Lucas Pratto, do Atlético-MG. Na Copa do Brasil, Gabigol balançou a rede em seis oportunidades, número idêntico ao de Ronaldo com a camisa do Ituano, que não disputa mais a competição. Atrás deles, os rivais que ainda têm boas possibilidades são Alexandre Pato (São Paulo) com quatro gols e Gabriel Jesus e Zé Roberto (Palmeiras) com três cada. Ou seja, o caminho para a marca inédita está bem traçado até o fim do ano.

O Santos já teve dois artilheiros no mesmo ano, quando Borges foi goleador máximo do Brasileiro e Elano no Paulista, em 2011. O clube não disputou a Copa do Brasil daquele ano, mas na Libertadores viu Neymar chegar perto do topo, quando ficou a um gol de Wallyson, então no Cruzeiro, e Roberto Nanni, do Cerro Porteño (seis contra sete). O atual camisa 11 do Barcelona foi artilheiro da Copa do Brasil 2010 e do Paulista 2012. No Brasileiro, Paulinho McLaren (1991), Guga (1993), Viola (1998) e Kléber Pereira (2008) foram outros líderes representantes da equipe da Vila Belmiro.

Confira clubes que chegaram perto do feito desde a criação da Copa do Brasil, em 1989:

2013 - FLAMENGO - Hernane na Copa do Brasil e no Carioca

2009 - INTERNACIONAL - Taison na Copa do Brasil e no Gaúcho

2007 - BOTAFOGO - André Lima na Copa do Brasil e Dodô no Carioca

2005 - CRUZEIRO - Fred na Copa do Brasil e no Mineiro

2001 - PONTE PRETA - Washington na Copa do Brasil e no Paulista

2000 - VASCO - Romário no Brasileiro e no Carioca

1999 - FLAMENGO - Romário na Copa do Brasil e no Carioca

1998 - FLAMENGO - Romário na Copa do Brasil e no Carioca

1995 - BOTAFOGO - Túlio no Brasileiro e no Carioca

1994 - BOTAFOGO - Túlio no Brasileiro e no Carioca