Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 18 de Agosto de 2022

Esporte

TAS nega recurso da CBF, e Neymar segue suspenso nas Eliminatórias

Sem o capitão e a referência do elenco, o técnico Dunga trouxe algumas surpresas junto com a convocação para os confrontos contra Chile e Venezuela

Gazeta Esportiva

02 de Outubro de 2015 - 14:53

Os jornais espanhóis já noticiam nesta sexta o que todos suspeitavam: Neymar seguirá como desfalque da Seleção Brasileira para o início das Eliminatórias, nos confrontos contra Chile e Venezuela, nos dias 8 e 13 de outubro. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) entrou com recurso junto ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) para tentar liberar o camisa 10, que já tinha cumprido dois jogos da suspensão na Copa América, mas teve o pedido negado.

Punido por conta do entrevero no jogo contra a Colômbia, quando Neymar chutou a bola em um adversário e depois se envolveu em um empurra-empurra com Bacca, sendo expulso de campo e xingando, inclusive, o árbitro, o que agravou ainda mais sua situação, o atacante do Barcelona ficará fora de mais dois jogos oficiais da Seleção, mas poderá voltar no clássico contra a Argentina, em jogo que também é cercado de expectativas pela possível volta de Messi.

Sem o capitão e a referência do elenco, o técnico Dunga trouxe algumas surpresas junto com a convocação para os confrontos contra Chile e Venezuela. Diante da lesão de Roberto Firmino, Ricardo Oliveira ganhou uma chance, assim como Renato Augusto – é a primeira convocação de ambos nesta segunda passagem de Dunga pela Seleção. Mas, para o lugar de Neymar, as opções são Philippe Coutinho, do Liverpool, e Douglas Costa, que faz um bom início de temporada no Bayern de Munique.

Notícias de todos os tipos tem rondado a imagem de Neymar, inclusive, nos bastidores. Fora as ações da Justiça espanhola, que já vem investigando uma possível sonegação de impostos na contratação do jogador pelo Barcelona desde o último ano, o fisco brasileiro segue de olho nas posses do craque. Na última semana, o jogador teve R$ 188 milhões bloqueados pela Receita Federal sob acusação de sonegação, além da compra de seu Porsche Panamera, que voltou à discussão nos últimos dias por ter acontecido de maneira irregular.

O treinador da Seleção Brasileira ainda tem um jogador por convocar para os primeiros confrontos das Eliminatórias. Como o lateral Rafinha, do Bayern de Munique, preferiu abdicar da convocação e não atender ao pedido do técnico, por não se sentir “parte” do grupo de jogadores, ainda há uma vaga, não necessariamente na lateral direita, a ser preenchida. Quem sabe não surge mais um nome que possa aliviar os sintomas causados pela falta de Neymar.