Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 9 de Maio de 2021

Esporte

Tite confia em Neymar como melhor do mundo e no sucesso de Ganso na Europa

Tite também falou sobre Neymar, avisando que o atacante deve se tornar o melhor jogador do mundo.

Gazeta Esportiva

26 de Fevereiro de 2017 - 19:38

O técnico da Seleção Brasileira, Tite, está confiante no sucesso de Paulo Henrique Ganso no futebol europeu. Em entrevista ao jornal português O Jogo, o comandante manifestou sua expectativa em relação ao atleta, que não vem conseguindo se destacar no Sevilla, e revelou como foi a conversa com o meia na semana passada.

“Disse, logo no começo do papo: ‘Você é o jogador que me obrigava a dar uma orientação especial para o Ralf nos jogos contra o Santos e, posteriormente, o São Paulo‘. É um meia que não pode ter espaço para jogar, é muito criativo. A capacidade de assistência dele é impressionante. Ele está com uma filha de menos de 30 dias agora, está num processo de adaptação, que também é um processo familiar. O Daniel Alves, por exemplo, demorou um ano e meio para desenvolver o futebol dele no Sevilla. É questão de tempo”, opinou o treinador.

Tite também falou sobre Neymar, avisando que o atacante deve se tornar o melhor jogador do mundo.”O declínio dos outros é inevitável, é psicológico. Não adianta fugir. Podemos encontrar formas de amenizar, mas não de travar. Reajustes também são importantes. O Cristiano Ronaldo, por exemplo, hoje volta menos, volta até a metade do campo”, declarou.

Assim como Neymar, quem também está se destacando na Europa é Gabriel Jesus. Em cinco jogos com a camisa do Manchester City, o atacante marcou três gols, mas acabou se lesionando e pode perder o restante da temporada europeia. Para Tite, esta adaptação instantânea no futebol europeu não é surpresa.

“Procure o que falei antes de ele chegar ao Manchester City. Vou repetir: a adaptação na Inglaterra será muito fácil. É educado, tem princípios, a mãe influenciou muito e, claro, o comportamento dentro de campo. É extremamente competitivo. O Felipe (zagueiro do Porto) tem muita velocidade, é extraordinário, mas ainda assim vi o Gabriel Jesus conseguir ganhar dele em alguns momentos (Corinthians x Palmeiras). Pensei: ‘Que jogador é esse?’. Está em processo de crescimento e de afirmação. Mas isso também é mérito da formação do Palmeiras, sejamos justos. Foi trabalhado para, aos 19 anos, chegar ao Manchester City do Guardiola. É o Guardiola colhendo os frutos dos treinadores brasileiros”, comentou o técnico da Seleção Brasileira.