Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 13 de Agosto de 2022

Esporte

Tocha das Olimpíadas do Rio de 2016 vai passar por nove cidades de MS

O ministro premiou alguns atletas do programa “Bolsa Atleta” do Estado, entre eles o judoca de Dourados, Rafael Gazone

Campo Grande News

25 de Setembro de 2015 - 13:44

O ministro do Esporte, George Hilton, esteve nesta manhã (25), em Campo Grande, onde participou do evento para organizar a passagem da Tocha Olímpica em Mato Grosso do Sul. Nove cidades foram escolhidas, sendo que em Campo Grande e Dourados, ela ficará por mais de um dia, com direito a solenidade e festa regional.

Em solenidade no auditório da Governadoria, com a presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), do prefeito Alcides Bernal (PP) e do senador Waldemir Moka (PMDB), o ministro destacou que as Olimpíadas do Rio de Janeiro serão o maior evento da vida desta geração, já que dificilmente haverá outra edição no país, por um bom tempo.

“Será uma oportunidade das cidades que receberão a tocha olímpica, para se mostrar ao mundo e fazer grandes eventos, onde poderão apresentar sua culinária, cultura, turismo e potencial de cada uma”, disse ele. No Estado ela passará ainda pelos municípios de Sidrolândia, Maracaju, Rio Brilhante, Itaporã, Ivinhema, Nova Andradina e Bataguassu.

O ministro contou que a tocha vai passar por 322 municípios do Brasil, com direito a festas e eventos, sendo que foi investido pelo governo federal mais de R$ 4 bilhões, em oitos anos, nas Olimpíadas do Rio, assim como programas de incentivo, entre eles “Brasil Medalhas” e “Bolsa Atleta”.

Hilton voltou a anunciar o investimento na pista de Atletismo do parque Ayrton Senna, no bairro Aero Rancho, que depois de concluída pode entrar na Rede Nacional de Treinamento. “Será um legado dos Jogos Olímpicos para Campo Grande”. Ele ainda sugeriu a construção de um Centro de Treinamento Paralímpico, para atender os atletas do Estado que tem bons desempenhos em competições nacionais.

Política – O ministro premiou alguns atletas do programa “Bolsa Atleta” do Estado, entre eles o judoca de Dourados, Rafael Gazone. Também anunciou que vai enviar ao Congresso Nacional, um projeto que torna novamente obrigatórias aulas de Educação Física nas escolas do país. “Só podemos ser referência quando massificarmo o esporte, com políticas de médio e longo prazo”.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) ressaltou que esta passagem da Tocha Olímpica terá um significado importante, pois para ele a Olimpíada tem uma dimensão mundial, até maior que a Copa do Mundo de Futebol. Ele também anunciou que vai concluir o Centro Esportivo da Vila Almeida, que estava parado há muito tempo, por meio do programa “Obras Inacabadas Zero”.

Já Alcides Bernal ressaltou que este evento será uma oportunidade ímpar para Campo Grande, destacando o bom potencial dos atletas da Capital e do Estado. As autoridades convidaram a população a participar destes eventos durante maio a agosto, de 2016.