Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 5 de Maio de 2021

Esporte

UFC Denver, com quatro brasileiros, define próxima rival de Amanda Nunes

Valentina Shevchenko e Julianna Peña fazem a luta principal na capital do Colorado, que ainda terá Raphael Assunção, Henrique Frankenstein, Marcos Pezão e Pantoja

Combate.com

28 de Janeiro de 2017 - 10:00

Valentina Shevchenko e Julianna Peña entrarão no octógono do UFC Denver na noite deste sábado por um só objetivo: disputar o cinturão na luta seguinte. Enquanto isso, a brasileira e campeã do peso-galo Amanda Nunes assiste de camarote ao combate que deve definir sua próxima rival. A lutadora do Quirguistão e naturalizada peruana, número 1 da lista de desafiantes da divisão feminina até (61,2kg), terá pela frente a venezuelana que vem logo abaixo no ranking.

Os assinantes do Combate conferem todas as lutas do UFC Denver: Shevchenko x Peña pela TV a cabo e pelo aplicativo Combate Play, com narração de André Azevedo e Rhoodes Lima, e comentários de Marcelo Alonso, Artur Mariano e Luciano Andrade. O Combate.com acompanha todo o evento em tempo real, a partir de 19h, e com as duas primeiras lutas da noite ao vivo no site.

Para a luta prevista para até cinco rounds no evento principal, Shevchenko garante que é a melhor preparada. Apesar de sete vitórias no primeiro round num cartel de 13 triunfos, ela revela que gosta de lutar por mais tempo.

- Gosto cada vez mais de lutar. Muitos esportistas, quando estão cansados no treino, dizem: “Vou descansar um pouco”, e depois voltam. No meu caso, toda vez meu treinador me força a continuar trabalhando quando estou cansada. Não é pela parte física, mas é nessa hora que sua cabeça começa a funcionar, e a pessoa que for mais forte fisicamente vencerá a luta. Gosto de lutar por mais tempo. É claro que o melhor é vencer no primeiro round, mas, por outro lado, estarei preparada física e mentalmente para uma luta de cinco rounds - afirmou Shevchenko, especialista no kickboxing e muay thai, e com duas vitórias e uma derrota no UFC, esta num combate com a campeã Amanda Nunes.

- Sou a número 1 e ela é a número 2, acho que é óbvio que quem vencer esta luta merece disputar o título em seguida - completou Valentina em entrevista ao podcast "UFC Unfiltered".

Julianna Peña, enquanto isso, subirá ao octógono ainda invicta no UFC, com quatro vitórias. Campeã do TUF 18, a “Raposa Venezuelana” promete uma “pancadaria” na última luta da noite.

- Ela vai bater o peso, eu vou bater o peso, e é simples assim. Vai ser uma pancadaria em um octógono. Ou ela vai me acertar na boca, ou eu vou acertá-la na boca. Ela sangra do mesmo jeito que eu sangro. Ela não é indestrutível, não é uma super-humana, e estou faminta. Estou muito focada e mantenho meus olhos no prêmio, que é ter minha mão levantada de qualquer maneira.

CERRONE TENTA SEQUÊNCIA NO MEIO-MÉDIO

No peso-leve, Donald Cerrone chegou a uma série de oito vitórias seguidas, que só parou na derrota para Rafael dos Anjos, em luta pelo cinturão. Depois disso, o “Cowboy” subiu para a divisão seguinte, nos meio-médios, e busca nova sequência. Já são quatro vitórias na atual categoria. Dessa vez, ele terá pela frente Jorge Masvidal no coevento principal de Denver. Masvidal chega ao combate depois de vencer Matt Brown em Toronto, há pouco mais de um mês. Contra Cerrone, a luta promete uma guerra na trocação.

BRASILEIROS NO CARD PRELIMINAR

Das oito lutas previstas para o card preliminar na capital do Colorado, em metade delas tem um lutador brasileiro. No peso-mosca, Alexandre Pantoja fará sua estreia no Ultimate diante de Eric Shelton. Logo depois, Marcos Pezão tenta se recuperar de derrota na última luta, no UFC Brasília, e encara Jeremy Kimball no peso-meio-pesado.

Também no peso-meio-pesado, Henrique Frankenstein enfrenta Jordan Johnson depois do revés para Paul Craig em Sacramento, em dezembro, o único da carreira até aqui. Foram apenas 42 dias de espaço entre uma luta e outra. Será o terceiro confronto de Frankenstein em quatro meses.

- Realmente, de outubro para cá vou para a terceira luta. É pouco tempo, mas é bom que estou sempre aparecendo. Dependendo do meu resultado, posso me ranquear mais rápido. Acredito que o UFC está gostando do meu trabalho, senão não seria chamado nessa sequência, é muito bom para mim. Gosto muito de competir, ficar em ritmo de treino, de combate, não vejo tanto problema nesse espaço curto de tempo para estas três lutas.

Por fim, na penúltima luta do card preliminar, Raphael Assunção luta com Aljamain Sterling no peso-galo. O brasileiro, número 4 do ranking, enfrentará o sétimo da divisão, em encontro que aconteceria em dezembro, mas que não se realizou em Albany porque o americano se retirou do evento após problemas com exames médicos. Ambos vêm de derrota: Assunção para TJ Dillashaw, e Sterling diante de Bryan Caraway.

Confira a programação completa do evento:

UFC: Shevchenko x Peña
28 de janeiro, em Denver (EUA)
CARD PRINCIPAL (a partir de 22h de Brasília):
Peso-pena: Valentina Shevchenko x Julianna Peña
Peso-meio-médio: Donald Cerrone x Jorge Masvidal
Peso-pesado: Andrei Arlovski x Francis Ngannou
Peso-pena: Alex Caceres x Jason Knight
CARD PRELIMINAR (a partir de 19h de Brasília):
Peso-médio: Nate Marquardt x Sam Alvey
Peso-galo: Raphael Assunção x Aljamain Sterling
Peso-meio-médio: Li Jingliang x Bobby Nash
Peso-meio-pesado: Henrique Frankenstein x Jordan Johnson
Peso-médio: Alessio Di Chirico x Eric Spicely
Peso-meio-pesado: Marcos Pezão x Jeremy Kimball
Peso-mosca: Alexandre Pantoja x Eric Shelton
Peso-leve: Jason Gonzalez x J.C. Cottrell