Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 9 de Maio de 2021

Policial

Acusado de matar andarilho a pauladas é preso dez dias depois do crime

Imagens de segurança de comércio próximo ao local do crime mostram o acusado com um pedaço de pau nas mãos e atirando depois objeto em um terreno baldio.

Midiamax

21 de Fevereiro de 2017 - 10:27

Foi preso nesta segunda-feira (20) pela policia de Aparecida do Taboado, Rosalino de Alves Brito, de 38 anos, acusado de assassinar a pauladas o andarilho conhecido como Raul.

Rosalino foi preso dez dias depois de cometer o crime. Ele foi preso quando caminhava por uma avenida da cidade e negou que tenha cometido o assassinato. Mas, teve uma das roupas, recolhidas em sua residência, reconhecida por uma testemunha.

Imagens de segurança de comércio próximo ao local do crime mostram o acusado com um pedaço de pau nas mãos e atirando depois objeto em um terreno baldio. Não há informações sobre o depoimento de Rosalino e o motivo pela morte de Raul.

O crime

Durante a madrugada de sexta-feira (10), um homem identificado apenas como Raul, de aproximadamente 50 anos, foi morto a pauladas na cidade Aparecida do Taboado distante 457 quilômetros de Campo Grande.

Por volta da meia noite uma testemunha, um andarilho, disse que dormia na calçada quando ouviu gritos de socorro vindos de uma cozinha de uma empresa, na região. A vítima correu em direção à testemunha, que assustada fugiu deixando Raul no local.

O andarilho acionou a polícia de um telefone público, mas ao chegar ao local só encontraram a vítima caída no chão. O Corpo de Bombeiros foi acionado e ao perceber pulsação na vítima o levou para o hospital da cidade.

A vítima não resistiu e acabou morrendo no hospital. O médico que atendeu Raul disse que ele foi morto a puladas e tinha ferimentos na cabeça e no rosto. O caso foi registrado como homicídio simples.