Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 18 de Setembro de 2020

Policial

Barracos são destruídos por fogo e moradores perdem de roupas a alimentos

Segundo o sargento Agnaldo Oereira, do Corpo de Bombeiros, não há como saber a origem das chamas

Campo Grande News

12 de Abril de 2020 - 16:09

Barracos são destruídos por fogo e moradores perdem de roupas a alimentos

Dois barracos foram completamente destruídos durante um incêndio na favela Cidade de Deus, região do Bairro Parque do Sol, em Campo Grande, na tarde deste 12 de abril. As chamas consumiram tudo que os moradores tinham, de roupas a alimentos, e deixaram três pessoas desabrigadas neste domingo de Páscoa.

O fogo começou no barraco de Reinaldo Ovelar. Há seis meses ele divide a morada singela na favela com o amigo Carlos Basílio Ramos. Nesta tarde, em poucos minutos, os dois viram todos os pertences consumidos pelo incêndio.

“Saí pra separar sucata e quando estava voltando vi o fogo e os vizinhos me avisaram”, lembra Reinaldo. Todos os moradores da região se uniram para apagar as chamas. Com mangueiras e baldes, conseguiram controlar as chamas, mas não puderam evitar a destruição dos dois barracos.

Carlos e Reinaldo perderam as roupas, colchões, e os poucos móveis que tinham. Os dois ainda buscam explicação para o que aconteceu, já que não estavam em casa e não tinham aparelhos eletrônicos ligados. “A gente não tem televisão e cozinhamos no fogão a lenha ontem só. Toda vez jogamos água nas madeiras pra garantir que apagou o fogo” conta Carlos.

Para o Campo Grande News, ele afirmou que há três dias apagou uma “fogueirinha” do lado de fora barraco, mas não sabe se a situação tem ligação com o incêndio de hoje. “Ele ainda tinha umas roupas na patroa dele, as minhas foram todas fora, queimou tudo”, relatou Carlos apontando para o amigo.

“Tinha acabado de ganhar uma cesta básica agora pra Páscoa. Mas se Deus quiser jájá, eu ergo o barraco de novo, vocês vão ver”, completou Reinaldo.

O fogo também atingiu o barraco de Edivania Barbosa Moraes. “Estava na vizinha quando ouvi os gritos e o pessoal do barraco do fundo e do lado já com mangueira para apagar”. Ainda assim, todo que ela tinha foi consumido pelas chamas: sofá, roupas, cama, panelas e eletrodomésticos.

Em imagens gravadas por moradores é possível ver as chamas altas e os vizinhos tentando apagar o fogo. No vídeo, a autora da gravação, que não quis se identificar, pede para o marido não deixar a incêndio chegar ao barraco deles e se desespera ao descobrir que não há água suficiente para controlar a situação.

Ainda assim, após pouco mais de 20 minutos, os moradores conseguiram controlar as chamas. Militares do Corpo de Bombeiros também foram ao local e fizeram o trabalho de rescaldo para impedir que o fogo voltasse.

Segundo o sargento Agnaldo Oereira, do Corpo de Bombeiros, não há como saber a origem das chamas. “A única coisa que tem pra fazer nesses casos é salvar as moradias ao redor, principalmente quando tem objetos inflamáveis, como roupas, sofá e cama com espumas", explicou.

Esse é o segunda caso de incêndio no fim de semana. Nesta sábado, 11 de abril, uma família que mora no bairro Noroeste, região leste de Campo Grande, perdeu todos os pertences após um curto-circuito em máquina de lavar roupas. Sete pessoas moravam no local, que também foi destruído pelo fogo.