Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 23 de Abril de 2024

Policial

Caminhonete do cunhado de Marielly é submetida à perícia

O veículo foi utilizado por Hugleice para levar a jovem até Sidrolândia, para fazer aborto, conforme confissão dele

Campo Grande News

20 de Julho de 2011 - 13:12

A caminhonete de Hugleice da Silva, cunhado de Marielly Barbosa Rodrigues, será periciada nesta quarta-feira, em Campo Grande.

O veículo foi utilizado por Hugleice para levar a jovem até Sidrolândia, para fazer aborto, conforme confissão dele, e foi entregue hoje à Polícia Civil, ficando apreendida.

As macas apreendidas na casa do enfermeiro Jodimar Ximenes Gomes, em Sidrolândia, apontado como o autor do aborto, também estão apreendidas e serão submetidas à perícia. O trabalho deve ser feito entre hoje e amanhã.

Hugleice e Jodimar estão presos há uma semana. O primeiro afirma que levou a cunhada até a casa do enfermeiro, mas nega que seja o pai do filho que ela esperava, que tenha intermediado o contato com Jodimar e também que tenha levado o corpo até o canavial onde foi encontrado.

Já Jodimar nega veemente qualquer envolvimento com o caso e diz que não conhece ninguém ligado à família da vítima. Hugleice só fez a confissão após passar uma noite na cadeia.

Marielly desapareceu no dia 21 de maio e o corpo foi encontrado no dia 11 de junho. A morte é resultado de um aborto malsucedido.

Logo que a jovem desapareceu, a família foi ‘ às ruas’ pedir ajuda. Distribui cartazes com a foto de Marielly pelo bairro, pediu ajuda à OAB/MS e até à Assembléia Legislativa.

Para a Polícia Civil, a família mentiu muito sobre o caso e atrapalhou as investigações. Uma das mentiras é sobre onde estava Hugleice no dia em que a garota foi vista pela última vez.