Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 25 de Setembro de 2020

Policial

Carro fica destruído e dois ficam feridos após perseguição policial em rodovia

Condutor tentou fugir de barreira da PRF e, após fuga por 12 km, bateu em poste; sobrinho ficou gravemente ferido.

Campo Grande News

03 de Maio de 2020 - 18:40

Duas pessoas ficaram feridas, uma delas, em estado grave, após perseguição policial que terminou com a destruição de poste de iluminação e do carro ocupado por eles. O condutor, de 30 anos, justificou a fuga por não ter CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

A perseguição aconteceu por volta das 16h30, na BR-262, próximo do Autódromo Internacional de Campo Grande, onde a PRF (Polícia Rodoviária Federal) tem barreira fixa de fiscalização.

Segundo informações da PRF, antes de chegar ao local, o motorista de Honda Fit, com placas de Campo Grande, fez o retorno na direção oposta. A manobra chamou atenção dos policiais, que deram ordem de parada, mas foram ignorados. A equipe passou a perseguir o veículo.

A fuga durou cerca de 12 quilômetros e, no trajeto, o condutor do Honda Fit fazia ultrapassagens pelo acostamento e tirava vários carros da rodovia. Quando tentou entrar numa via de acesso à BR-163, perdeu o controle do carro, invadiu o canteiro e bateu em poste de iluminação pública.

No choque, as portas do motorista e do passageiro foram destruídas e a roda dianteira arrancada.

O condutor, de 36 anos, e o passageiro do banco traseiro, de 16 anos, usavam cinto de segurança e não sofreram ferimentos graves.

O motorista sentiu dores nas costas, foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel Urgente) e levado para unidade de saúde; o passageiro sofreu escoriações.

O passageiro que estava no banco traseiro foi socorrido por equipe da CCRMS Via, concessionária que controla a BR-163. Segundo a PRF, em estado grave, ele deve ser transportado à Santa Casa com traumatismo craniano e lesão no tórax.

Os dois passageiros são sobrinhos do condutor. O homem disse que fugiu da polícia por não ter CNH. Na checagem dos dados, a PRF constatou mandado de prisão em aberto pelo não pagamento de pensão alimentícia, mas, o sistema será checado, pois pode ser que esse mandado já tenha perdido validade caso ele tenha acertado a dívida.

O carro, segundo o condutor é de um amigo. Na checagem da placa, não consta qualquer registro de furto ou roubo do carro.