Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 24 de Maio de 2022

Policial

CASO DE PEDOFILIA: Polícia de Rio Brilhante ouve 10 das doze vitimas

Durante todo o dia, foi colhido depoimentos de pais e das crianças, hoje surgiram mais duas vítimas que reconheceram Jose Carlos.

Rio Brilhante News

10 de Outubro de 2015 - 08:28

A polícia civil de Rio Brilhante conseguiu ouvir nesta sexta-feira (09) dez das doze crianças que teriam sido vítimas de abuso sexual cometidos pelo vizinho das famílias das meninas, Jose Carlos da Silva (36).

Carlinhos como era conhecido entre os moradores do bairro onde morava e onde os crimes teriam ocorrido está preso dês desta quarta-feira(08), quando foi denunciado por pelo menos dez meninas com idades entre 04 e 12 anos.

Durante todo o dia, foi colhido depoimentos de pais e das crianças, hoje surgiram mais duas vítimas que reconheceram Jose Carlos, subindo para doze o número de vítimas dos crimes.

A expectativa do delegado que cuida do caso, Dr. Andre Fernandes é que após a tomada de todos os depoimentos, o que deve ocorrer também no final de semana, ele tenha um parecer mais completo do caso. Jose Carlos foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável.

Dos dez depoimentos colhidos hoje (09) a maioria confirmou os abusos, segundo a polícia. Uma das crianças se negou a falar.

ENTENDA O CASO

José Carlos da Silva, 36 anos, morador no bairro Manoel das Neves, rua projetada 1, acusado de abusar de pelo menos 10 crianças nos últimos 3 meses, no bairro onde o acusado reside.

O último caso aconteceu ontem, (07), por volta das 19h. As vítimas do pedófilo eram crianças de 04 á 12 anos, as famílias descobriram os crimes na noite desta quinta-feira, (08), e tentaram linchar o suspeito. A polícia militar foi acionada e prendeu José Carlos na casa dele. As crianças vítimas do ''maníaco'' estavam chorando e com muito medo, segundo os policiais militares que atenderam a ocorrência.

O acusado era vizinho das crianças e aliciava as vítimas para sua casa e, lá cometia os abusos. José Carlos participava de festas e churrasco com os familiares das vítimas e, convidavam as crianças para irem até sua casa assistir filme. Os pais das crianças disseram que jamais imaginariam que o vizinho que era amigo de todos, e tinha a confiança dos moradores, faria uma coisa desse tipo.

Sempre prestativo, uma das mães informou a reportagem do Rio Brilhante News que lavava a roupa do autor.

As crianças disseram que na maioria das vezes o ''maníaco'' passava as mãos em suas partes intimas, uma das vítimas disse para mãe que não contou nada, pois foi ameaçada pelo homem.

Todas as crianças vítimas do abuso foram atendidas pelo conselho tutelar municipal e, serão encaminhadas ao instituto médico legal (IML) de Dourados, na manhã desta sexta-feira, (09). Todas as vítimas são meninas.

Após os exames no IML será apurado se algum caso ouve a conjunção carnal.

José Carlos foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável e, está recolhido em uma das celas da Delegacia de polícia civil de Rio Brilhante. Durante toda esta sexta-feira, (09), o Delegado Doutor, André Fernandes pretende ouvir os depoimentos dos pais das vítimas e de possíveis testemunhas. Para a polícia o autor demonstrou bastante frieza e negou os crimes. Ele será ouvido na manhã desta sexta-feira, (09).

A polícia apreendeu na casa de Jose Carlos um CPU de computador, onde de acordo com os agentes foram encontrados no histórico do aparelho vários filmes de desenhos pornográficos. As mães acreditam que suas filhas eram obrigadas a assistirem esses filmes junto com o acusado. Além disso Pen-drives também foram apreendidos, um celular e um tablet. Todos serão periciados. Jose Carlos morava com um filho de 09 anos de idade.

José Carlos ou ''Carlinhos'' como era chamado pelos vizinhos, tem uma passagem pela polícia, em 2013 quando foi denunciado pelo mesmo crime. Na época ele não chegou a ser preso.