Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 25 de Janeiro de 2022

Policial

Com mandado em MS, PF combate fraude em diplomas de Medicina

O objetivo dos participantes era obter a revalidação e, desta forma, poder exercer a Medicina no Brasil.

Campo Grande News

18 de Outubro de 2013 - 08:37

Com mandados de busca e apreensão em Mato Grosso do Sul e mais 13 Estados, a PF (Polícia Federal) deflagrou nesta sexta-feira a Operação Esculápio para combater esquema de uso de diplomas e documentos falsos na UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso). O objetivo dos participantes era obter a revalidação e, desta forma, poder exercer a Medicina no Brasil.

De acordo com a assessoria de imprensa da PF, a 7ª Vara Criminal da Justiça Federal do Mato Grosso deferiu 41 mandados de busca e apreensão, que serão cumpridos em Mato Grosso, Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Rondônia, Rio Grande do Sul e São Paulo.

No Estado, o alvo foi uma residência em Ladário, região de fronteira com a Bolívia.

As investigações começaram após a UFMT descobrir que 41 pessoas nunca foram alunas ou não concluíram as graduações em três universidades bolivianas: Universidad Nacional Ecológica, Universidad Técnico Privada Cosmos e Universidad Mayor de San Simon.

A PF constatou que, dos 41 inscritos no programa de revalidação, 29 foram representados por cinco advogados ou despachantes, que teriam sub-rogado outras pessoas para realizar a inscrição dos supostos médicos. Os acusados responderão pelos crimes de uso de documento falso e falsidade ideológica. Esculápio é o Deus da medicina e da cura na mitologia greco-romana.