Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 16 de Abril de 2024

Policial

Com prisão decretada, cunhado de Marielly se entrega na Derf

Campo Grande News

14 de Julho de 2011 - 13:00

Com prisão temporária decretada desde terça-feira no caso que investiga a morte de Marielly Barbosa Rodrigues, Hugleice da Silva, cunhado da vítima, se apresentou hoje na Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), em Campo Grande.

Um Corsa Sedan branco, com vidros fumê, chegou à delegacia e entrou no estacionamento privativo. Em seguida, chegaram o advogado do suspeito e um tio de Marielly.

O advogado José Roberto Rodrigues da Rosa, que havia informado que Hugleice se entregaria nesta quinta-feira, estava com sacolas. A polícia confirmou a prisão. O delegado Fabiano Nagata, responsável pelo caso e lotado na DEH (Delegacia de Homicídios), está na Derf e conversa com o advogado.

O tio da vítima, que não quis se identificar, relatou que a mãe e a irmã de Marielly passaram mal devido à prisão do acusado. A polícia pretende esclarecer o que Hugleice foi fazer em Sidrolândia após a morte da jovem e explicar as ligações do celular da vítima para o cunhado.

Hoje, o advogado afirmou que Marielly ligou para o suspeito no dia 21 de maio, quando ela foi vista viva pela última vez para perguntar pela irmã, esposa de Hugleice, e a mãe.

Sobre a suspeita de ser o pai do filho de Marielly, o cunhado também vai disponibilizar material genético. A garota foi encontrada com uma espécie de avental cirúrgico e chinelos, além de trança no cabelo, o que poderia indicar que a preparação para uma cirurgia. Na região pélvica foi encontrada uma "massa putrefata", apontou a perícia, mas não foi possível determinar se era um feto.

A justiça também decretou a prisão temporária por 30 dias do enfermeiro Jodimar Ximenes Gomes, que mora em Sidrolândia. Ele se apresentou à polícia e está preso desde ontem. Conforme o advogado David Olindo, o pedido de relaxamento da prisão de Jodimar será apresentado até segunda-feira.

Marielly desapareceu no dia 21 de maio. Ela saiu de casa no Jardim Petrópolis, em Campo Grande, dizendo que iria resolver "um problema" e depois iria ver o namorado. Ela não foi mais vista.

Na tentativa de localizar a jovem, a família realizou manifestação na rua e distribuição de panfletos com a foto da garota. O desaparecimento teve desfecho trágico. O corpo da jovem foi encontrado em um canavial, em Sidrolândia, no último dia 11 de junho.