Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 22 de Julho de 2024

Policial

Concluído inquérito, 5 são indiciados por assassinato de estudantes

Os bandidos roubaram o veículo Pajero em que estavam e pretendiam trocar por 3 quilos de cocaína na fronteira com a Bolívia

Campo Grande News

12 de Setembro de 2012 - 16:24

A delegada Maria de Lourdes Cano encerrou na tarde de ontem (11) o inquérito sobre o assassinato dos universitários Breno Luigi Silvestrini de Araujo, 18 anos, e Leonardo Batista Fernandes, 19 anos, mortos com um tiro na cabeça após sequestro no dia 30 de agosto, em Campo Grande. Os bandidos roubaram o veículo Pajero em que estavam e pretendiam trocar por 3 quilos de cocaína na fronteira com a Bolívia.

Foram indiciadas cinco pessoas, por cinco tipos de crime: roubo seguido de morte, roubo qualificado em concurso de pessoas, corrupção de menores, formação de quadrilha e ocultação de cadáver.

A sexta pessoa suspeita de envolvimento no crime, o homem que encomendou o veículo onde estavam os estudantes, foi identificado, mas ainda não foi preso. De acordo com a delegada o rapaz iria intermediar a venda da caminhonete Pajero com um comprador boliviano. “Só com a prisão dele é que vamos chegar até o comprador”, disse.

Na manhã desta terça-feira os envolvidos no crime, Dayane Aguirre Clarindo, 24 anos, e o marido, Rafael da Costa Silva, de 22 anos, Weverson Gonçalves Feitosa, 22 anos, Raul Andrade Pinho, 18 anos, e um adolescente de 17 anos, irmão de Rafael, participaram da reconstituição do crime.

A reconstituição começou no local onde os estudantes foram abordados, a 150 metros do bar 21, no momento em que entravam na caminhonete, de propriedade do pai de Leonardo, Paulo Fernandes.

De lá, os policiais fizeram todo o trajeto dos assassinos até o local onde os dois estudantes foram mortos, uma galeria pluvial na região do minianel rodoviário entre as saídas de Rochedo e Aquidauana (MS-060 e MS-080). “A reconstituição mostrou a crueldade dos assassinos com as vítimas, que já mortas foram espancadas por Rafael e Weverson”, finaliza a delegada.