Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 18 de Setembro de 2021

Policial

Corpo de estrangeiro morto há 1 mês segue sem identificação em MS

De acordo com a Polícia Federal, a embaixada da Nigéria ainda não entrou em contato com as autoridades brasileiras

G1 MS

13 de Setembro de 2013 - 10:43

Há um mês as autoridades enfrentam um impasse: o que fazer com o corpo de um estrangeiro que morreu quando estava preso em Corumbá, a 444 km de Campo Grande. O homem, que seria nigeriano, foi preso em julho ao tentar entrar no país com um passaporte falso, e não se sabe a verdadeira identidade dele. O corpo permanece no Instituto Médico Legal (IML) da cidade. A causa da morte foi um acidente vascular cerebral (AVC).

 De acordo com a Polícia Federal, a embaixada da Nigéria ainda não entrou em contato com as autoridades brasileiras. O homem morreu no dia 13 de agosto no presídio de Corumbá. Para o delegado Alexandre Nascimento, com a morte do estrangeiro o caso está encerrado na esfera penal, mas por causa da dificuldade de identificá-lo, o corpo ainda não tem uma destinação definitiva.

"As digitais foram colhidas e encaminhadas tanto para a embaixada da Nigéria quanto para o nosso sistema de identificação. Até hoje não foi detectado nenhum outro nome em relação a essa pessoa", disse Nascimento.

O corpo do homem deve continuar no IML até que a Justiça Federal autorize o sepultamento como indigente. Essa seria a única forma de resolver o impasse, uma vez que não há tratados com a Nigéria para casos como esse.