Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 19 de Setembro de 2020

Policial

Detentos mortos durante banho de sol estavam em presídio há 4 dias; ambos foram presos em Sidrolândia

Max e Weverson foram encontrados enforcados com cordas artesanais nas grades dos fundos do pavilhão 2.

Campo Grande News

29 de Outubro de 2019 - 16:48

Detentos mortos durante banho de sol estavam em presídio há 4 dias; ambos foram presos em Sidrolândia

Os jovens encontrados mortos, na manhã desta terça-feira (29), no Presídio de Trânsito de Campo Grande estavam na unidade há apenas quatro dias. Max Manoel Bezerra Goncalves Neto, de 19 anos, e Weverson Ferreira da Silva, 20 anos, foram presos em Sidrolândia e estavam cumprindo pena na Capital por tráfico de drogas.

Max e Weverson foram encontrados mortos por volta das 10h, durante o banho de sol dos detentos. Conforme as informações divulgadas pela Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), eles estavam enforcados com cordas artesanais nas grades dos fundos do pavilhão 2.

O local onde os corpos foram encontrados foi isolado e a perícia foi até o local fazer a coleta de provas. O caso será investigado pela Polícia Civil.

O diretor-presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul), Aud de Oliveira Chave comentou que "o serviço de inteligência está buscando informações” para auxiliar no esclarecimento do caso.

É o terceiro caso de suposto suicídio em menos de 24 horas no complexo penal de Campo Grande. Ontem, Mateus de Souza Silva, de 20 anos, foi encontrado morto no Presídio de Segurança Máxima. De acordo com o boletim de ocorrência, o corpo estava no pavilhão 1-A, achado também após o banho de sol, com uma corda presa ao pescoço.