Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 15 de Agosto de 2022

Policial

Dono de “boca” fechada pela polícia já tem condenação por furto e cumpria pena em liberdade

Willian foi condenado pelo juiz Fernando Moreira a um ano e quatro meses de reclusão, pena a ser cumprida em liberdade de segunda a sexta-feira

Flávio Paes/Região News

13 de Setembro de 2015 - 23:57

Willian Aparecido Soares, preso na sexta-feira quando a Policia estourou uma boca de fumo que mantinha na Rua Pedro Celestino, no Bairro São Bento, já tem uma condenação por furto, cometido em maio numa mercearia. Willian foi condenado pelo juiz Fernando Moreira a um ano e quatro meses de reclusão, pena a ser cumprida em liberdade de segunda a sexta-feira (aos finais de semana teria de se apresentar na delegacia), além do pagamento de uma multa de R$ 450,00, a vitima.O  comerciante Jamil Ferreira, que conseguiu dominá-lo, amarrando-o até entregá-lo à Polícia.

 Embora condenado e réu confesso, Willian, o Cachopa como é conhecido, ficou pouco tempo na prisão, menos de um mês, já que no último dia 16 de junho foi colocado em liberdade.

Quem também tem condenação da Justiça é Gleiser Pires Rondon, que também foi presa nesta operação da Polícia na boca de fumo do Cachopa. Ela foi condenada em maio de 2013 a cinco anos, oito meses e 12 dias de prisão, também por pratica de furto. Tentou fugir da cadeia, perdeu a possibilidade de cumprir a pena em regime semiaberto (em que o detento só dorme no presídio). A Justiça restabeleceu o direito em maio passado, porque a mãe enfrentava problemas de saúde precisava dos seus cuidados.