Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 15 de Agosto de 2022

Policial

Embriaguez ao volante tem alto índice e policiais pedem maior rigor na Lei

Para se ter uma ideia da gravidade da situação, em apenas uma das Depacs 10 prisões aconteceram no último fim de semana.

31 de Agosto de 2015 - 09:37

O índice de detenções de motoristas, que apresentam teor alcoólico no sangue maior que o permitido por lei (dirigir embriagado) foi grande no mês de agosto. Em média, são feitas 10 prisões por dia e os policiais que registram as ocorrências nas delegacias, afirmam que se não houver uma mudança, deixando a lei mais rigorosa a situação tende a permanecer inalterada.

Em um levantamento parcial feito pela Companhia de Trânsito da Polícia militar, registra que no mês de agosto foram feitas 270 detenções de motoristas que estavam dirigindo embriagados. Para se ter uma ideia da gravidade da situação, em apenas uma das Depacs (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) 10 prisões aconteceram no último fim de semana.

Como foi estipulada uma fiança de cinco salários mínimos (R$ 3.940,00) a maioria dos presos não teve como conseguir o dinheiro e permanecia presa durante esta segunda-feira.

Um dos delegados plantonistas da Capital, que preferiu não ser identificado, afirma que é preciso mais campanhas de conscientização e que elas têm de ser permanentes como a do cigarro. “Também é preciso uma maior divulgação das prisões e mostrar o drama das vítimas sobreviventes. Nós, da polícia fazemos a nossa parte, mas a Lei precisa ser cumprida. Além disso seria necessária uma punição maior para esses casos”, afirmou o delegado

Lei

Art. 165. Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência: Infração – gravíssima.

Penalidade - multa e suspensão do direito de dirigir por 12 (doze) meses. Medida Administrativa - retenção do veículo até a apresentação de condutor habilitado e recolhimento do documento de habilitação.