Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 18 de Abril de 2021

Policial

Empresário” promove campeonato de futebol, usa logomarca de clube e é denunciado por estelionato

Foram abertas 36 vagas para a participação no campeonato e o clube interessado deveria pagar a inscrição no valor de mil Reais

Midiamax

07 de Novembro de 2014 - 13:57

Um campeonato de futebol society, programada para acontecer no clube de campo da Associação Esportiva e Cultural Nipo Brasileira, acabou na polícia e o seu promotor, identificado como Clóvis Martins Chaves, de 48 anos, denunciado por estelionato.

Foram abertas 36 vagas para a participação no campeonato e o clube interessado deveria pagar a inscrição no valor de mil Reais. Mas o que chama mesmo a atenção é a premiação, no total de R$ 12,5 mil, sendo R$ 7 mil para o campeão; R$ 3 mil para o vice e ainda R$ 2mil para o terceiro e R$ 500 e quarto colocados.

O cartaz promocional da competição leva a logomarca do Friboi, Carvão Negrito e Grupo Nippon. Os jogos seriam sediados na Associação Nipo Brasileira, que tem também a sua logomarca estampada no regulamento da competição.

Segundo o presidente da Associação Nipo Brasileira, Acelino Sinjó Nakasato, o clube nunca foi procurado para sediar esta competição, pois os campos de futebol estão sendo reformados. “Fiquei sabendo que esta pessoa teria ido no clube em um fim de semana, mas não conversou com ninguém. Acredito que a ideia era conhecer um pouco terreno para poder dar explicações melhor quanto aos campos”, afirmou.

Por outro lado, um empresário que preferiu não se identificar, afirmou que inscreveu o seu time na competição, pagou a taxa de mil Reais e quando foi participar do Congresso Técnico no próprio local dos jogos, foi informado que ali não aconteceria competição alguma.

O empresário procurou a delegacia e formulou o Boletim de Ocorrência, com Clóvis sendo apontado como autor de estelionato.

Por seu turno, o presidente do clube, Acelino Nakasato, também procurou a polícia para fazer uma complementação do Boletim. “Tomamos essa providência para alertar aos demais clubes e aos dirigentes de times amadores para que não caiam em golpes como este”, afirmou.

A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com Clóvis e ele disse que tudo foi um mal entendido. “O pessoal da Associação Nipo Brasileira dificultou e resolvemos mudar o local da disputa. Agora vai ser no campo no Cene, no Jardim Los Angeles, e a data está confirmada para o dia 16 deste mês”, afirmou.

No clube, um funcionário consultado não soube confirmar se houve acerto para a liberação do clube.