Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 7 de Maio de 2021

Policial

Ex nega perseguição e condutor será indiciado por morte de adolescente

Na ocasião, sete ocupantes estavam no veículo. Duas meninas, de 17 e 20 anos, amigas de Isabela, ficaram feridas no acidente.

Campo Grande News

26 de Janeiro de 2017 - 13:28

Será indiciado por homicídio, Rafael Cabral dos Reis, 24 anos, condutor do carro que caiu no córrego e causou a morte de Isabela da Silva, 15 anos, na madrugada do dia 15 de janeiro, no cruzamento da Rua Petrópolis com a Avenida Lúdio Martins Coelho, na entrada do Conjunto União, em Campo Grande. Na ocasião, sete ocupantes estavam no veículo. Duas meninas, de 17 e 20 anos, amigas de Isabela, ficaram feridas no acidente.

Segundo o delegado Valmir Moura Fé, responsável pela investigação, o rapaz vai responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. “Ele não tem CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e no dia do acidente estava em alta velocidade”, explica o delegado.

À polícia, Rafael manteve a versão de que perdeu o controle do veículo porque fugia de uma perseguição feita por quatro homens em duas motocicleta, sendo um dele ex-namorado, de 17 anos, de Isabela.

O adolescente,  suspeito de perseguir e atirar contra o carro, foi ouvido e nega as acusações. “São várias versões. A gente espera o laudo que foi feito no veículo comprovar se houve tiro para confrontar com os depoimentos”, explica a autoridade policial.

Segundo Moura fé, as testemunhas ouvidas confirmam apenas que todos estavam na casa noturna Macalé, onde começou uma briga envolvendo Isabela e o ex-namorado. A confusão se estendeu e houve briga generalizada entre o grupo de Isabela e do ex-namorado dela.

“Na casa de show não há câmeras e os segurança negam que houve briga naquela dia ”, explica o delegado. O proprietário da casa de show também foi ouvido e disse que no dia a boate estava sublocada para um grupo que faz festas.

Caso - Rafael seguia em veículo GM Monza, de cor branca, em alta velocidade e tinha como passageiros mais seis pessoas, quando perdeu o controle da direção em uma curva, bateu a roda na mureta e caiu no córrego Lagoa.

O corpo de Isabela foi encontrado lançado para fora do carro. Ela morreu no local. Após o acidente, os homens fugiram e deixaram as meninas no local. Duas mulheres que estavam no automóvel ficaram feridas e foram socorridas à Santa Casa.