Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 8 de Maio de 2021

Policial

Exército dá apoio ao Choque em operação na Máxima de Campo Grande

De acordo com texto do Diário Oficial da União (DOU), função será detecção de armas, aparelhos de telefonia móvel, drogas e outros materiais ilícitos ou proibidos.

Correio do Estado

15 de Fevereiro de 2017 - 07:21

Equipe do Exército Brasileiro dá apoio ao Batalhão de Choque da Polícia Militar em procedimento de vistorias na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande, na manhã desta quarta-feira. A ação policial que tem como foco apreender materiais ilícitos e drogas acontece um mês após episódio de rebeliões que terminaram em mais de 100 mortes em unidades prisionais de Manaus (AM), Boa Vista (RR) e Natal (RN).

Homens do Exército já atuaram em outros Estados e hoje é a primeira vez no Mato Grosso do Sul. As Forças Armadas foram autorizadas pelo Governo Federal a atuar em penitenciárias em meados do mês passado, em meio à crise carcerária. De acordo com texto do Diário Oficial da União (DOU), função será detecção de armas, aparelhos de telefonia móvel, drogas e outros materiais ilícitos ou proibidos.

No fim de janeiro, efetivo do Comando Militar do Oeste (CMO) e servidores da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de MS (Agepen) começaram trabalho conjunto que será desenvolvido.

Conforme as informações, o Exército deve fornecer tecnologia que mantém no Estado para realizar monitoramento. A Agepen não detalhou como deve ser o procedimento de trabalho dessa parceria. A reportagem não conseguiu contato com a administração do sistema carcerário para saber se a varredura de hoje já era programada. A ação conta também com empenho de agentes penitenciários.