Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 7 de Dezembro de 2021

Policial

Família tem caminhonete roubada e fica refém de bandidos por 6 horas

O roubo foi descoberto durante fiscalização de rotina da Rotac/Choque, que abordou a caminhonete na avenida Guaicurus, na manhã de hoje

Campo Grande News

05 de Outubro de 2013 - 09:00

Uma família teve a caminhonete roubada na noite de ontem (4), por volta das 22h30, próximo à Uniderp Agrárias, em Campo Grande, e ficou refém dos bandidos durante aproximadamente 6 horas. No total, seis assaltantes participaram do crime.

Na S-10 estavam quatro pessoas, sendo três mulheres e um homem, que foram rendidos por quatro homens armados, sendo um deles um adolescente de 14 anos. Após o assalto, a família foi levada até a estrada Três Barras, próximo ao aeroporto Santa Maria, na Capital, onde ficou refém de outros dois bandidos, até por volta das 5h de hoje.

O roubo foi descoberto durante fiscalização de rotina da Rotac/Choque, que abordou a caminhonete na avenida Guaicurus, na manhã de hoje. Segundo o capitão Marcos Vinícius Poletti, o motorista do veículo não obedeceu ao sinal de parada da polícia e abandonou a S-10 no final da avenida.

Os bandidos então desceram da caminhonete e entraram no mato, mas acabaram presos pelos policiais. Foram detidos Ednei Garcia Moura, de 24 anos, Regis Vicente Niyasato, 24 anos, ambos tinham mandado de prisão em aberto por evasão, e outro assaltante identificado apenas por Fabio Luis. Entre eles tinha também o adolescente de 14 anos, que foi apreendido. Todos estão na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratinga, onde o crime foi registrado e será investigado.

Quando foram presos, os bandidos confessaram que havia uma família refém de comparsas deles. Porém, quando a polícia chegou ao local os outros assaltantes já tinham fugido. As vítimas ainda estavam na estrada Três Barras e foram encontradas amarradas. Apesar de os assaltantes estarem com armas, não houve relato de violência contra as pessoas.

Segundo o capitão Poletti, os bandidos disseram que iriam levar a caminhonete para o Paraguai, mas não confessaram o motivo. Contudo, a polícia acredita que era pra trocar por droga.

Ainda segundo a polícia, o adolescente estava em uma moto Honda, com placas HTE-5161, que foi furtada no último dia 27 de setembro e está no pátio da delegacia. Com os bandidos não foi apreendida nenhuma arma. A polícia ainda procura os outros dois comparsas que estavam com a família na estrada Três Barras.