Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 8 de Dezembro de 2021

Policial

Filha de idosa vítima de estupro diz à Polícia que crime não ocorreu

Com a chegada do marido, a Polícia Militar foi acionada e compareceu ao local. Ambos, porém, não quiseram comparecer a delegacia.

Campo Grande News

04 de Outubro de 2013 - 10:32

O caso de uma mulher de 63 anos, que entrou em contato com a Polícia para denunciar um estupro e um roubo, juntamente com o marido na tarde de ontem (3), pode não ser verdade. Segundo a Polícia Civil, que entrou em contato com a família, assim que registrada a ocorrência, a filha disse que não havia marcas de violência no corpo da mãe, bem como qualquer sinal de roubo.

Questionada sobre o crime, a jovem disse que não deu falta de nenhum pertence e que o fato não ocorreu, ressaltando que a mãe toma remédio controlado. Na ocasião, a idosa estava em casa e disse que dois homens encapuzados chegaram ao local, anunciando o assalto. Enquanto um procurava pertences, o outro a teria estuprado.

Com a chegada do marido, a Polícia Militar foi acionada e compareceu ao local. Ambos, porém, não quiseram comparecer a delegacia. Mesmo assim, os policiais civis entraram em contato e a filha da suposta vítima deu a sua versão sobre os fatos.

A mulher e o companheiro primeiramente foram identificados como policiais civis. Mas, de acordo com a assessoria de comunicação do órgão, se tratam de duas pessoas exoneradas da instituição nos anos de 1996 e 1997. O marido atualmente trabalha como comerciante. A Polícia investiga o caso.