Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 21 de Outubro de 2021

Policial

Garoto de 16 anos de idade "desaparece" após ser abordado por viatura do Cigcoe

Midimax

31 de Março de 2011 - 13:15

Um adolescente de 16 anos está desaparecido desde a noite de terça-feira (29), logo após ter sido supostamente abordado por policiais da Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais (Cigcoe) no bairro Jardim Imperial, região norte de Campo Grande.

O relato é de duas testemunhas que prestaram informações à Delegacia Especializada de Infância e Juventude (Deaij), e que constam em boletim de ocorrência registrado na tarde de quarta-feira (30).

Alisson R.C. teria sido abordado junto com um grupo de cerca de dez pessoas durante ronda policial na rua dos Eucaliptos, por volta das 22h30. Testemunhas disseram na delegacia que o jovem foi colocado no camburão por um soldado, e desde então não foi mais visto.

O caso foi denunciado à Comissão de Direitos Humanos da OAB/MS, que acompanha a investigação policial. A entidade também encaminhou informações à 24ª Promotoria de Justiça em Campo Grande.

A mãe, Elizângela de Campos, autora do registro de ocorrência, afirma que o jovem não bebe, não é dependente químico nem tem passagem pela polícia. Ela diz que não sabe mais onde procurar o filho: “fui em quase todas as delegacias da cidade, até em bocas de fumo”.

Elisangela tem quatro filhos, o desaparecido, um que mora na Espanha e mais duas filhas que vivem com o pai. O rapaz não se matriculou este ano, parou de estudar no 7º ano.

A mãe revelou que o filho atualmente morava na casa de um amigo. “Ele mora com um colega que já é maior de idade, mas na casa moram também os pais do rapaz”, disse.

"Não sei o que pode ter acontecido, não tenho a menor ideia porque o policial bateu em meu filho e sumiu com ele. O policial que pegou ele disse que queria matar alguém e o levou na viatura”, completou Elizângela.

Outro lado

A assessoria de imprensa do Cigcoe confirmou há pouco que policiais da corporação abordaram o rapaz, mas negou que ele tenha sido apreendido, ou posto dentro da viatura.

Disse ainda que os PMs investigavam um disparo de revólver, daí revistaram três rapaz, um deles Alisson R.C. O adolescente desaparecido disse aos policiais que não morava mais com a mãe e estaria vivendo hoje na casa de um colega, no bairro Nova Lima, saída para Cuiabá.

O garoto teria sido deixado no local da abordagem, garantiu a assessoria.