Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 27 de Novembro de 2020

Policial

Homem é preso suspeito de roubar e estuprar mulher em Campo Grande

Homem suspeito de roubar e estuprar uma mulher de 52 anos na Vila Carlota, no final de semana retrasado, foi preso por investigadores da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam). Segundo a polícia, há suspeita de que ele faça parte de uma quadrilha de arrastadores de carros roubados, para Bolívia e Paraguai. Outros dois homens, envolvidos no crime, foram presos, e o desfecho do caso deve ser apresentado pela polícia nesta semana. O trio foi descoberto a partir da recuperação do Palio, ocorrida na última quarta-feira (13), na região de Aquidauana. Na ocasião, foi preso Dorival Júnior Coelho Torres, 24 anos. Ele negou participação no roubo e estupro, contudo, confessou que tentava levar o carro para a Bolívia. Dois dias depois, investigadores da Deam chegaram até a casa de Gutemberg Daniel Grillo, 20 anos, no Bairro São Conrado. Ele é apontado, pela polícia, como receptador. Gutemberg revelou ter comprado o carro de Renan Moreira Iris, 19, por R$ 1 mil, e que contratou Dorival para negociá-lo na Bolívia. Renan foi preso na casa onde morava, no Aero Rancho. Ele é que teria cometido o roubo e o estupro. O preso se recusou a prestar depoimento

Correio do Estado

27 de Agosto de 2014 - 08:34

Homem suspeito de roubar e estuprar uma mulher de 52 anos na Vila Carlota, no final de semana retrasado, foi preso por investigadores da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam).

Segundo a polícia, há suspeita de que ele faça parte de uma quadrilha de arrastadores de carros roubados, para Bolívia e Paraguai. Outros dois homens, envolvidos no crime, foram presos, e o desfecho do caso deve ser apresentado pela polícia nesta semana.

O trio foi descoberto a partir da recuperação do Palio, ocorrida na última quarta-feira (13), na região de Aquidauana. Na ocasião, foi preso Dorival Júnior Coelho Torres, 24 anos. Ele negou participação no roubo e estupro, contudo, confessou que tentava levar o carro para a Bolívia.

Dois dias depois, investigadores da Deam chegaram até a casa de Gutemberg Daniel Grillo, 20 anos, no Bairro São Conrado. Ele é apontado, pela polícia, como receptador. Gutemberg revelou ter comprado o carro de Renan Moreira Iris, 19, por R$ 1 mil, e que contratou Dorival para negociá-lo na Bolívia.

Renan foi preso na casa onde morava, no Aero Rancho. Ele é que teria cometido o roubo e o estupro. O preso se recusou a prestar depoimento.