Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 11 de Agosto de 2022

Policial

Homem sobrevive a quatro tiros e denuncia autor à polícia

De acordo com a polícia, um dos tiros atingiu o ombro esquerdo pela frente, outro foi no braço direito e mais dois na parte superior das costas

Campo Grande News

26 de Setembro de 2015 - 09:21

Um homem de 31 anos levou quatro tiros em uma tentativa de homicídio ocorrida na madrugada de hoje em Três Lagoas, porém em razão do rápido atendimento e o local que foi atingido, Robson Henry de Souza, sobreviveu e identificou o autor do crime aos policiais da Rotai (Ronda Ostensiva e Tático do Interior).

Conforme o boletim de ocorrência, a tentativa de homicídio aconteceu por volta da 1h da madrugada na rua Jary Mercante, no Jardim Alvorada, em frente a fábrica Cortex (Distrito Industrial). Chegando ao local, os policias encontraram a vítima caída ao chão com sinais de quatro perfurações provocadas por arma de fogo.

De acordo com a polícia, um dos tiros atingiu o ombro esquerdo pela frente, outro foi no braço direito e mais dois na parte superior das costas. Resgatado pelo Corpo de Bombeiros, a vítima foi levado consciente para o Hospital Auxiliadora, onde teve o quadro médico considerado estável sem risco de morte.

Robson Henry de Souza, que possui antecedentes criminais por homicídio, disse aos policiais que o autor dos tiros foi uma pessoa de nome Marcelo, que estava dirigindo um veículo Fiat Uno de cor azul e indicou até o endereço em que o autor reside.

Em diligências no local apontado pela vítima, os policiais da Rotai encontraram o suspeito da tentativa do homicídio, Marcelo Occhiucci, de 34 anos, que também possui antecedentes criminais por ameaça. Na delegacia, o autor teria negado os fatos. Na casa foi encontrado um automóvel Fiat Uno de cor verde.

Porém, os policiais enviaram fotos de Marcelo Occhiucci por meio do aplicativo Whatsapp aos colegas que acompanhavam a vítima, que confirmou sendo o autor dos disparos. Os PMs fizeram buscas na residência do suspeito, mas não encontraram a arma do crime. Indagado pelos policiais, Marcelo, além de negar a autoria, disse que mal conhecia a vítima.

Os policiais levaram Marcelo Occhiucci para a Depac de Três Lagoas para os devidos procedimentos. Ele deve permanecer detido. A Polícia que esclarecer o que teria motivado o crime.