Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 7 de Maio de 2021

Policial

Incêndio próximo de rio acaba após 9 dias sem estimativa de área queimada

No fim do dia 9 de fevereiro, pelo menos dois raios atingiram uma fazenda que fica às margens do rio Formoso.

Campo Grande News

21 de Fevereiro de 2017 - 14:41

Incêndio causado por dois raios, nas margens do rio Formoso durou nove dias. Porém, não se sabe quantos hectares da área de banhado foram consumidos pelas chamas e, segundo a prefeitura de Bonito, não há equipamento e nem recursos disponíveis para fazer a medição.

Na semana passada, o secretário municipal de Meio Ambiente, Alexandre Ferro, estimou que 30% da área total do banhado foi queimada, o que equivale a cerca de 1 mil hectares. Mas hoje, não soube afirmar o total do estrago.

Segundo ele a prefeitura não tem como realizar o levantamento do total da área incendiada. "As áreas são particulares e não tem como andar pelo local já que é alagado", disse.

Ainda segundo o secretário, haveria a possibilidade de avaliar o que foi destruído pelo fogo por meio aéreo, mas a prefeitura não tem condições financeiras. "Pegamos uma administração quebrada e vamos priorizar o pagamento de funcionários e outras coisas importantes. O incêndio já acabou", ressaltou.

Ferro alega ainda que o incêndio durou três dias. "Não foram nove dias e sim três. Só que o vento colaborava e ainda haviam algumas chamas queimando a palhada seca até o sábado passado".

Incêndio - No fim do dia 9 de fevereiro, pelo menos dois raios atingiram uma fazenda que fica às margens do rio Formoso. Como o capim estava seco, as chamas pegaram e os ventos colaboraram para que o fogo se espalhasse.

Três fazendas que fazem divisa com o rio foram atingidas sendo a Belo Horizonte, Barreiro Grande e fazenda Lombas. Como a área é alagada, não tinha como fazer o controle das chamas que consomem o capim seco.