Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 21 de Abril de 2024

Policial

Jodimar esta preso e polícia manda apreender mais objetos em sua residência

O mesmo deve acontecer com Hugleice cunhado de Mrielly. Os dois são suspeitos de envolvimento no crime

Franciane Trindade/Região News

13 de Julho de 2011 - 10:00

Jodimar esta preso e polícia manda apreender mais objetos em sua residência
Jodimar esta preso e policia manda apreender mais objetos em sua resid - Foto: Emmileny Monteiro/Regi

Após se apresentar na delegacia de Polícia Civil de Sidrolândia acompanhado do seu advogado Davi de Moura Olindo, Jodimar Ximenes Gomes de 40 anos está detido na delegacia do município, o mesmo deve acontecer com Hugleice cunhado de Mrielly. Os dois são suspeitos de envolvimento no crime.

Esta manhã a polícia pediu a apreensão de mais objetos que estavam na casa de Jodimar, a equipe de investigação esteve no local e recolheram macas entre outros objetos hospitalares.

No último dia 30, a polícia apreendeu materiais hospitalares na casa de Jodimar, localizada no centro de Sidrolândia, foram apreendidas três caixas com medicamentos, tesoura, pinça e demais instrumentos hospitalares. Ele alegou que o material é usado em sua profissão, esteticista.

Jodmar teve a prisão temporária decretada no final da tarde desta terça-feira (12), o pedido foi deferido com parecer favorável do Ministério Público Estadual pela juíza Silvia Eliane Tedardi da Silva, da Comarca de Sidrolândia, por suspeita de envolvimento na morte da jovem Marielly Barbosa Rodrigues.

Segundo informou a reportagem do Jornal Eletrônico Região News, Davi acredita que a prisão temporária foi uma tentativa de responder à sociedade que cobra pela rápida elucidação do crime.  Tanto Jodimar quanto o cunhado, já haviam negado as acusações e afirmado que eram inocentes.

As investigações ainda não foram encerradas e depende dos dados que podem ser obtidos na quebra de sigilo telefônico do cunhado de Marielly. O delegado Fabiano Nagata responsável pelo caso, não comentou o pedido de prisão temporária dos suspeitos.

O caso

Marielly Barbosa Rodrigues, de 19 anos, desapareceu no dia 21 de maio de 2011. Ela teria saído da casa onde morava com os pais, acompanhada da melhor amiga e em seguida iria encontrar o namorado, porém não chegou até lá.

Seu corpo foi encontrado em um canavial no município de Sidrolândia, no dia 11 de junho. Ela estava grávida de aproximadamente três meses quando desapareceu e de acordo com o laudo da perícia, a jovem morreu por complicações de um aborto.

Uma das linhas de investigação é de que o cunhado dela, Hugleice da Silva, a teria levado para Sidrolândia, para fazer o aborto malsucedido com o técnico em enfermagem Jodimar Ximenes. Ao longo das investigações uma das especulações levantadas e de que Marielly teria ficado grávida do cunhado.