Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Setembro de 2021

Policial

Ministério da Justiça vai destinar ao Estado dois scanners veiculares

Segundo Jacini, a ação integra a Enafron (Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteira), com o objetivo de qualificar a inteligência, operação e a investigação policial.

Notícias MS

12 de Setembro de 2013 - 15:20

Mato Grosso do Sul vai receber dois scanners veiculares, de um total de 38 que serão adquiridos pelo Ministério da Justiça e destinados aos Estados, para o enfrentamento do crime organizado e desorganizado, especialmente na faixa de fronteira.

A informação é do secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, que participou nesta semana, em Brasília, de encontro com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e 11 secretários da Segurança Pública de Estados que possuem limites com outros países.

Segundo Jacini, a ação integra a Enafron (Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteira), com o objetivo de qualificar a inteligência, operação e a investigação policial.

“Certamente essa é uma importante tecnologia que vai facilitar o trabalho das equipes que atuam nas estradas e também irá possibilitar o enriquecimento do Banco de Dados Único, potencializando a produção de conhecimento para inteligência artificial, e, a partir daí, gerando informações para operações policiais ou para instrução de inquéritos policias, de responsabilidade da Polícia Civil”, explica o secretário.

O Ministério da Justiça informou que o equipamento impressiona pela análise rápida e informações detalhadas que podem repassar a uma equipe policial. Parado ou em movimento, o equipamento é um verdadeiro raio-x feito em veículos, de baixo para cima, de uma lateral à outra.

Com os cinco primeiros scanners comprados pelo MJ, a PRF apreendeu centenas de quilos de drogas, material de contrabando e descaminho, armas de fogo que seriam vendidas em Estados distantes das fronteiras e pessoas viajando de forma irregular.

O carro tem capacidade de operação de oito horas seguidas, possibilitando o flagrante imediato ou ainda que os policiais se comuniquem e promovam uma abordagem mais tática, em outro ponto da rodovia, com uma maior quantidade de agentes e com mais segurança.

Todas as imagens são gravadas e também vão municiar as Secretarias da Segurança Pública dos Estados de um banco de imagens que servem para a realização de diligências durante o inquérito policial, auxiliando também a Polícia Judiciária.

De acordo com o secretário, toda a licitação será realizada pelo Ministério da Justiça, por meio da Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública), e a contrapartida do Estado se dará por meio dos efetivos policiais para a operacionalização dos equipamentos.

“A programação da Senasp é concluir a licitação até o próximo ano, entregando os equipamentos ainda em 2014. Pretendo destinar um equipamento ao DOF/Defron (Departamento de Operações de Fronteira e Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira) e outro para unidade especializada da Polícia Militar na Capital", informou Jacini.

Avaliação da Enafron               

O titular da Sejusp explicou que a reunião também teve como objetivo avaliar o desempenho de todos os 11 Estados de fronteira, integrantes da Enafron, nos quesitos implementação de GGIfron (Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira), execução dos convênios firmados e resultados alcançados.

“Em todos estes quesitos, o Estado de Mato Grosso do Sul esteve à frente, se destacando perante os demais, a partir dos números apresentados pela Senasp”, ressaltou Jacini.