Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 18 de Setembro de 2020

Policial

Mulher encontrada degolada teve morte encomendada por facção

Maria Aparecida devia para o crime organizado e teve a morte decretada em 'tribunal do crime'.

Campo Grande News

20 de Dezembro de 2019 - 13:37

Maria Aparecida Vanderlei, 33 anos, encontrada morta degolada no último dia (14), às margens da Linha Esperança no Assentamento Teijin, em Nova Casa Verde, distrito a 56 km de Nova Andradina, teve sua morte encomendada por facção criminosa.

Conforme o Jornal da Nova, o assassinato de Maria Aparecida, que era dependente química, foi encomendado há meses por detento de um presídio do Estado. O executor não seria da região de Nova Andradina.

Os nomes dos suspeitos não foram informados pela polícia. Maria Aparecida devia para o crime organizado e teve a morte decretada em "tribunal do crime" da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). O caso segue sendo investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Nova Andradina.