Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 14 de Abril de 2024

Policial

Na cadeia, cunhado teria dado pistas sobre suposto pai do filho de Marielly

Segundo a fonte, que terá o nome preservado, o cunhado dela disse que um sobrinho de um ex-patrão da moça estava tentando “ficar” com ela.

Midiamax

21 de Julho de 2011 - 10:22

Hugleice da Silva, 26 anos, teria comentado de dentro da cela onde está detido, na Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos (Derf) que tem uma suspeita de quem poderia ser o pai do bebê de Marielly Barbosa, 19 anos. Segundo a fonte, que terá o nome preservado, o cunhado dela disse que um sobrinho de um ex-patrão da moça estava tentando “ficar” com ela.

O cunhado, ele próprio um dos suspeitos ainda de ter engravidado a irmã da esposa, teria dito que encontros entre o outro suspeito e Marielly poderiam ter ocorrido.

Embora Hugleice tenha feito o comentário da paternidade do bebê de Marielly, continua forte a linha de investigação da polícia de que ele possa ser o pai da criança. O rapaz confessou que levou a jovem até a cidade de Sidrolândia para fazer um aborto, que teria dado errado que culminou na morte da jovem. O autor da intervenção para retirada do feto seria o enfermeiro Jodimar Ximenes, que mora e está detido na cidade.

A polícia trabalha agora para saber se Hugleice só levou Marielly a Sidrolandia e depois retornou para casa ou se ficou no local do aborto até acontecer a morte dela e depois teve participação na desova do corpo em um canavial de Sidrolândia. Um segundo momento é descobrir se o rapaz é o pai da criança ou se sabe quem é ou anda recebeu dinheiro e ordens para acompanhar a jovem para fazer o aborto.

Segundo o advogado de defesa de Hugleice, José Roberto da Rosa, seu cliente afirmou que a única coisa que não havia contado a ele até passar uma noite preso na Derf é que levou Marielly para fazer o aborto na cidade vizinha. “Ele me garantiu que não terei surpresas quanto ao seu envolvimento no caso”, disse o advogado na tarde desta quarta-feira, quando esteve na delegacia para visitar o rapaz.