Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 4 de Dezembro de 2021

Policial

Operação contra o tráfico termina com nove mulheres presas em MS

Ao todo, 13 pessoas foram detidas, sendo um adolescente, diz polícia. Ação de várias delegacias da Polícia Civil foi feita em 7 bairros da cidade.

G1 MS

09 de Agosto de 2013 - 14:26

A Operação Cascata, da Polícia Civil, terminou com 12 pessoas presas, sendo nove mulheres, e um adolescente apreendido em Campo Grande, conforme afirmou ao G1, nesta sexta-feira (9), o delegado adjunto da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), João Paulo Sartori. A ação foi feita em sete bairros da cidade com o objetivo de combater o tráfico de drogas.

O adolescente e outros sete foram detidos, na manhã desta sexta-feira, durante cumprimento de mandados de busca e apreensão em casas de suspeitos de envolvimento na distribuição e venda de pasta base de cocaína. Na noite de quinta-feira (8), outras cinco pessoas foram presas.

A maioria dos detidos é composta por familiares ou conhecidos. Em casas diferentes, no bairro Piratininga, uma mulher de 31 anos e o genro dela, de 18 anos, foram flagrados com R$ 390 e materiais com resquícios de cocaína. De acordo com a polícia, foi a suspeita quem denunciou o rapaz.

No Jardim Carioca, três mulheres foram presas e o adolescente, apreendido. No Jardim Talismã, uma mulher foi detida no Jardim Talismã; um jovem de 18 anos foi preso em frente a uma escola no Jardim das Hortências. Na residência do rapaz, no mesmo bairro, foram encontrados dois pés de maconha, que o mesmo informou cultivar apenas para consumo próprio.

Conforme Sartori, os presos nesta sexta-feira eram revendedores da droga que recebiam dos traficantes detidos na quinta-feira e da mulher presa no mês de junho. Também na quinta-feira à noite, foram apreendidos R$ 11 mil, um revólver calibre 38 e um carro de passeio com as mulheres detidas.

Uma das presas, mãe do adolescente apreendido e sogra de outra suspeita, explicou ao G1 que já traficou pela facilidade de ganhar dinheiro, mas informou que não está mais envolvida com o crime. "Eu só estava guardando para o meu filho, não ganho mais dinheiro com isso", afirmou.

Outro preso é Jefferson do Prado Bresseler, 18 anos. Foi na casa dele que os policiais encontraram os pés de maconha. Ele justifica. "Foi da semente da maconha que eu fumei. Quando vi que tinha nascido, comecei a cuidar". O rapaz nega vender drogas. Afirma que é somente usuário.

Policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras), da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) e da 5ª Delegacia de Polícia Civil, também participaram da operação que já foi encerrada, segundo Sartori.

Por acaso

Um foragido da Central Penal Agroindustrial da Gameleira, de 24 anos, foi preso durante a operação. O delegado adjunto da Denar disse que o jovem era passageiro de um veículo com placas de Naviraí (MS) e foi abordado com o motorista na avenida Três Barras.

Ao ser solicitado apresentação dos documentos, apenas o condutor se identificou e eles foram conduzidos até a Denar onde chegando no local o passageiro fugiu. Logo em seguida, as próprias viaturas que participavam da Operação Cascata saíram em perseguição ao rapaz que foi preso.

Conforme o motorista do veículo, eles trabalhavam juntos há duas semanas em uma obra e não tinha conhecimento que o rapaz era foragido, apenas havia contratado ele para o serviço. O jovem permanece preso na Denar.