Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 18 de Abril de 2021

Policial

Pai de vítima de estupro queima órgãos sexuais de acusado

A polícia foi até o local e encontrou o suspeito de estupro deitado em uma cama, morto, com as mãos amarradas e uma tolha na boca

Terra/Mirror

04 de Novembro de 2014 - 13:41

Um homem, cuja filha supostamente havia sido estuprada por um outro, decidiu fazer justiça com as próprias mãos em Khajuri Khas, na Índia. Para isso, ele convidou o acusado de estupro para um suposto "jantar", prendeu-o e realizou uma sessão de tortura até matá-lo.

Segundo a publicação, a garota de 14 anos está grávida. Ela diz que foi estuprada por um homem de 45 anos, que é casado. O caso estava sendo investigado. Revoltado, o pai da adolescente, um indiano de 36 anos, encontrou o acusado, convidou-o para um suposto "jantar de reconciliação" e prendeu-o. Logo em seguida, usou pinças aquecidas para queimar os órgãos sexuais do suspeito. 

"Eu queimei seus órgãos genitais uma vez e ele gritou. Fiz de novo e ele estremeceu. Quando eu o fiz pela terceira vez, ele não se mexeu. Estava morto e eu não queria matá-lo", afirmou o pai da jovem. Logo após o assassinato, o homem foi a uma delegacia e confessou o crime. 

A polícia foi até o local e encontrou o suspeito de estupro deitado em uma cama, morto, com as mãos amarradas e uma tolha na boca. O homem responsável pelas queimaduras foi preso imediatamente após confessar o crime.