Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 19 de Janeiro de 2022

Policial

Pecuarista morre na MS-162, região do Piqui, em colisão de caminhonete com carreta bi-trem

A carreta era conduzida por José Carlos Souza Soares, o acidente aconteceu quando o mesmo acabava de sair da curva que dá acesso à entrada do Posto Piqui

Flávio Paes/Região News

19 de Outubro de 2013 - 08:18

O pecuarista Antônio Clovis Ferreira Franco Filho, 31 anos, morreu ontem à noite na MS-162, em frente do Posto Pequi, quando a caminhonete que dirigia (uma L-200 preta, placa NRY-5050 de Campo Grande), bateu numa carreta bi-trem. O velocímetro da caminhonete estava travado em mais de 130 km/h.

O pecuarista, que é dono da Fazenda Carmita localizada na região, morreu depois de se socorrido e era levado ao hospital de Maracaju. Ele retornava para Campo Grande. A caminhonete bateu de frente com a carreta placa 5965, que fazia manobra na pista. O caminhão era dirigido por José Carlos de Souza Soares. 

O acidente aconteceu na região do Piqui, que fica a 70 quilômetros de Sidrolândia, quase na divisa com Maracaju, mobilizou equipes de resgate dos dois municípios.   Quando a unidade de resgate do Corpo de Bombeiros de Maracaju chegou ao local, a 50 quilômetros da área urbana da cidade, a viatura do SAMU de Sidrolândia já tinha chegado. Houve então um trabalho conjunto para retirar a vítima das ferragens da caminhonete.

O pecuarista sofreu politraumatismo, fratura exposta em seu braço esquerdo, fratura de tórax, fratura de fêmur em ambas as pernas, um corte profundo na região da têmpora (região lateral da cabeça), escoriações pelo corpo e traumatismo crânio encefálico. (Com informações MaracajuSpeed).