Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Outubro de 2021

Policial

Perícia apontará quem dirigia carro que matou pedreiro em acidente na BR-262

A batida entre os veículos ocorreu praticamente na frente ao Assentamento Estrela III, na BR 262, entre a saída para São Paulo e Sidrolândia

Campo Grande News

04 de Agosto de 2013 - 21:05

Somente investigações e perícia poderão afirmar, com certeza, quem dirigia o VW Voyage que se envolveu em um acidente com a moto Honda CG Titan, neste domingo (4), na BR-262 em Campo Grande, que culminou na morte do pedreiro Nivaldo Amaro de Souza, de 57 anos.

De acordo com informações do inspetor Mauro Marques, da PRF (Polícia Rodoviária Federal), ainda não se pode afirmar se Douglas Peixoto de Carvalho, de 23 anos, dirigia o carro. Ele e a jovem Jaqueline Garcia Ricardo, de 24 anos, ocupavam o veículo no momento da colisão. Os dois foram encaminhados com ferimentos leves à Santa Casa.

Colisão – A batida entre os veículos ocorreu praticamente na frente ao Assentamento Estrela III, na BR 262, entre a saída para São Paulo e Sidrolândia, e foi vista por várias pessoas.

Segundo o estudante de Medicina, Everton Ferreira, de 18 anos, o condutor da moto saiu de um pesqueiro e atravessou a rodovia em alta velocidade em direção à estrada de chão, que dá acesso ao Bairro Los Angeles, em Campo Grande. No percurso, conforme o universitário, o pedreiro foi atingido pelo veículo Voyage.

A PRF, por sua vez, apresentou outra versão do acidente. De acordo com o inspetor Mauro Marques, o motociclista parou no meio da rodovia e deu seta para entrar na estrada de chão, quando acabou sendo atingido pela Voyage.

“Na rodovia, o procedimento é outro, o certo é ir para o acostamento e dar seta para a direção desejada”, explicou.