Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Novembro de 2021

Policial

PM apreende aparelho de som, veiculo e leva para delegacia quem não respeitaram lei do silêncio

Só no último final de semana foram duas ocorrências motivadas por denúncias de quem se sentiu incomodado, provavelmente porque teve o sono interrompido pela música em alto volume.

Flávio Paes/Região News

30 de Setembro de 2013 - 08:44

A Polícia Militar tem atuado com rigor para cumprir a determinação do Ministério Público de coibir a poluição sonora nas madrugadas em Sidrolândia. O alvo principal era dispersar a concentração na área central de jovens que atravessavam as madrugadas bebendo e ouvindo música e alto volume.  Além destas situações, muita gente tem denunciado vizinhos barulhentos.

Só no último final de semana foram duas ocorrências motivadas por denúncias de quem se sentiu incomodado, provavelmente porque teve o sono interrompido pela música em alto volume. No Bairro Petrópolis, por exemplo, a Polícia Militar apreendeu sábado por volta da 1 da tarde, dois aparelhos de som e um de DVD, cinco caixas, pertencente a Ben- Hur Celestino, 26 anos. Ele foi levado algemado para a delegacia porque tentou impedir os policiais de apreender os equipamentos e ainda os desacatou.

Quem fez a denúncia de perturbação do sossego foi Valfrido Cardoso Torres, 37 anos, morador na Rua Guarani, no Bairro Petrópolis. No sábado por volta do meio-dia ele esteve no Pelotão da PM para cobrar providências. Reclamou do som alto na casa da vizinha, Joice Cristina.  Valfrido relatou que esta situação era quase diária, obrigando ele e seus familiares a dormir na casa de parentes. Os policiais estiveram no local onde abordaram Ben-Hur que se apresentou como dono dos equipamentos e das caixas de som. Foi então que ele afrontou os PMs e acabou detido.

A outra ocorrência referente a quebra da lei do silêncio foi na madrugada de sábado para domingo. Os policiais atenderam a denuncia de que na praça central havia uma concentração de pessoas bebendo, ouvindo funk com letras recheadas de palavrões tocadas em alto volume nos equipamentos de som dos seus veículos.

Quando chegou a praça a guarnição só encontrou o Uno de cor branca, placa HSC-5794 com som alto.  Os policiais então pediram ao rapaz que se apresentou como dono do veículo, Luiz Magno de Oliveira, que desligasse. Conforme o relato dos PMS, com sinais de embriagues, Luiz se negou e ao chegar à delegacia para onde foi levado, tentou agredir um deles. Acabou imobilizado e algemado, enquanto o carro foi apreendido e recolhido ao pátio da Ciretran.