Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 8 de Março de 2021

Policial

PMA autua fazendeiro em R$ 100 mil por represa degradar nascentes de córrego e drenagem de várzea

O fazendeiro de Ivinhema (SP), foi autuado administrativamente e multado em R$ 100.000,00

PMA/MS

02 de Outubro de 2014 - 09:12

Policiais Militares Ambientais de Batayporã (MS) localizaram ontem em uma propriedade rural localizada nas proximidades de um bairro, em Nova Andradina (MS) diversas degradações ambientais, em área de preservação permanente (APP). O fazendeiro, de 49 anos, residente em Ivinhema (SP), proprietário da área, havia realizado um aterro nas proximidades de um córrego, com 7 metros de largura por 305 metros de comprimento, derrubando e aterrando vegetação de matas ciliares que é área de preservação permanente (APP).

Ele realizou ainda a construção de valetas para drenagem das várzeas, tudo sem autorização ambiental. Os canais e valetas extinguirão os olhos d’água das nascentes existentes no local.

O fazendeiro foi autuado administrativamente e multado em R$ 100.000,00. As atividades foram paralisadas e infrator foi notificado a apresentar plano de recuperação da área degradada – PRAD, junto ao órgão ambiental. Ele também poderá pegar pena de prisão de um a três anos por crime ambiental de destruir área de preservação permanente.