Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 2 de Dezembro de 2021

Policial

PMA conclui operação Itamarati, autua oito, aplica R$ 14,6 mil em multas e apreende 1.969 kg de maconha

Um assentado, residente em um assentamento de Ponta Porã (MS) foi multado em R$ 5.000,00 por exploração de madeira na reserva legal.

Assessoria PMA

25 de Julho de 2013 - 16:10

A Polícia Militar Ambiental realizou desde o dia 21 até hoje (25) às 12h00min, uma operação denominada Itamarati, envolvendo 36 policiais do efetivo de Campo Grande, Dourados, Naviraí, Bonito, Jardim, Mundo Novo e Bela Vista (MS). A operação ocorreu na região de fronteira, especialmente em assentamentos rurais, com o objetivo de combater e prevenir crimes ambientais contra a flora, que são comuns nas imediações dessas áreas rurais, destacando-se a exploração de madeira nas Reservas Legais.

Um assentado, residente em um assentamento de Ponta Porã (MS) foi multado em R$ 5.000,00 por exploração de madeira na reserva legal. Ele derrubava as árvores e transformava em vigas. Com o autuado foram apreendidas 46 vigas de madeira. Por armazenar madeira ilegalmente, outro assentado de um assentamento em Dourados (MS), foi autuado por outra equipe em R$ 2.100,00. Com ele foram apreendias 262 lascas (estacas para cercas) de aroeira e 11 mourões.

Outra equipe autuou um morador de um assentamento também em Dourados em R$ 300,00 por exploração ilegal de madeira. Com ele foram apreendidas 12 pranchas de madeira da espécie peroba.

Quatro assentados de um projeto de assentamento localizado no município de Antônio João (MS) foram autuados respectivamente em R$ 2.000,00, R$ 840,00, R$ 760,00 e R$ 600,00 por armazenamento ilegal de madeira. Com eles foram apreendidas 600 lascas, 115 postes e 51 vigas de madeira de várias espécies.

Outra equipe autuou um assentado de um projeto de assentamento de Ponta Porã em R$ 3.000,00 por realização de incêndio. Ele havia queimado três hectares de pastagem sem autorização ambiental.

Em muitos assentamentos a PMA encontrou madeira explorada nas reservas legais, porém, não conseguiu identificar os infratores. A madeira encontrada foi apreendida. Com relação aos crimes ambientais, ao todo foram apreendidos: 821 lascas, 40 pranchas, 116 vigas, 5 palanques, 12 tábuas, 11 mourões, 155 postes de madeira de várias espécies. Os autuados responderão por crime ambiental. Uma das equipes também apreendeu 1969 kg de maconha durante a operação e um veículo.