Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 21 de Outubro de 2021

Policial

PMA fecha duas carvoarias ilegais e aplica multa de R$ 55,3 mil

Elas tinham autorização ambiental para aproveitamento de produto vegetal proveniente de madeira exótica, no entanto, utilizam lenha nativa ilegal.

Assessoria PMA

25 de Julho de 2013 - 10:20

Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas (MS) realizavam fiscalização nas propriedades rurais do município de Água Clara (MS) e fecharam ontem à tarde duas carvoarias que funcionavam de forma irregular. As carvoarias operavam em duas fazendas diferentes, próximas à rodovia Benevenuto Ottoni. Elas tinham autorização ambiental para aproveitamento de produto vegetal proveniente de madeira exótica, no entanto, utilizam lenha nativa ilegal.

Na primeira carvoaria fechada foram apreendidos 60 m³ de lenha nativa e 10 m³ de carvão nativo que estavam sendo processados ilegalmente. O proprietário da carvoaria, residente em Água Clara foi autuado administrativamente e multado em R$ 33.500,00.

Na segunda carvoaria foram apreendidos 6 m³ de lenha nativa e 12 metros m³ de carvão nativos. O carvoeiro, residente em Ribas do Rio Pardo (MS) foi autuado administrativamente e multado em R$ 21.800,00. Ambas as atividades foram paralisadas.

Ambos os autuados responderão por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora e explorar material da flora desrespeitando as condicionantes da autorização ambiental. Se condenados, poderão pegar de três a seis meses de detenção por funcionar a carvoaria ilegalmente e pena de seis meses a um ano de detenção pelo carvão e lenha ilegais que estavam sendo processados.

No dia 19 deste mês, a PMA já havia fechado uma carvoaria em Água Clara.