Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Janeiro de 2021

Policial

PMA, Projeto Florestinha realiza plantios e Educação Ambiental na abertura das comemorações ao dia da árvore

Durante todas as tardes desta semana, a SEMED levará turmas de cinco escolas (cerca de 250 alunos), para as discussões ambientais com as crianças do Projeto

PMA/MS

17 de Setembro de 2014 - 13:08

As crianças e adolescentes do Projeto Florestinha, (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (SEMADUR), Secretaria Municipal de Educação (SEMED), Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) e Fundação Alphaville realizaram ontem trabalhos de Educação Ambiental e plantio de mudas nativas no Parque Cônsul Assaf Trad, nas proximidades do Centro de Educação Ambiental Florestinha (CEA/FLORESTINHA) e na Escola Nazira Anache, na Capital.

Na Escola Nazira Anache, uma equipe do Projeto Florestinha plantou 15 mudas no pátio, com os alunos e discutiram a importância da vegetação no perímetro urbano e rural; a importância das áreas verdes urbanas, como depuradoras de poluição e minimizadoras de enchentes, bem como os problemas relativos aos desmatamentos, especialmente, as erosões e o assoreamento, que interferem em todos os aspectos ambientais.

No Parque Cônsul Assaf Trad, as crianças do Projeto Florestinha receberam no CEA/FLORESTINHA, alunos da Escola Municipal Hércules Maymone e realizaram, além de plantio de mudas nativas no Parque, as oficinas de Educação Ambiental, com outros temas, visto que os alunos precisam entender que o ambiente é um complexo e que cada entidade ambiental se correlaciona com outras. As oficinas são as seguintes:

  • Reciclagem de papel, com palestra sobre a importância da reciclagem, do consumo consciente e os problemas relacionados aos resíduos sólidos.

  • Visitação ao museu de animais e peixes taxidermizados (empalhados), com palestra sobre a importância da fauna, bem como os problemas que a afetam, como caça, atropelamentos de animais silvestres, tráfico, manutenção de animais silvestres em cativeiro, pesca, etc.

  • Apresentação do teatro de fantoches, com peças sobre as questões ambientais, como: águas, desmatamentos, incêndios florestais e resíduos sólidos.

  • Trilhas ecológicas – as trilhas já existem dentro do Parque. Nelas as crianças do Projeto Florestinha farão passeio com alunos, discutindo a importância da vegetação, bem como discutindo os problemas relativos ao desmatamento desregrado, visto que toda a área do parque era constituída por processos erosivos.

Ao final de cada oficina são distribuídos folhetos educativos, fornecidos pela Fundação Alphaville, relacionados a cada tema discutido e os professores levam o material para dar continuidade em sala, às discussões das questões ambientais com os alunos. São também distribuídos “folders” educativos com temáticas ambientais e expostos “banners”, ressaltando o tema árvore (vegetação), mas também sobre pesca, resíduos sólidos, caça, tráfico e atropelamentos de animais silvestres, incêndios florestais e desmatamentos.

Durante todas as tardes desta semana, a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) levará turmas de cinco escolas (cerca de 250 alunos), para as discussões ambientais com as crianças do Projeto.