Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 30 de Novembro de 2020

Policial

Polícia conclui que secretário desviou R$ 500 mil de prefeitura

Após oito meses de investigações, de acordo com a Polícia, as fraudes em licitações públicas foram comprovadas e ele responderá por três crimes.

Campo Grande News

11 de Fevereiro de 2014 - 08:39

O “crescimento notório” do secretário municipal de Assistência Social de Guia Lopes da Laguna, a 227 quilômetros da Capital, Edivaldo Soares Pereira, 38 anos, provocou uma "enxurrada" de denúncias à Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado). Após oito meses de investigações, de acordo com a Polícia, as fraudes em licitações públicas foram comprovadas e ele responderá por três crimes.

“Foram informações dos próprios munícipes, que estranharam o fato de uma pessoa sem patrimônio aparecer com a compra de uma casa e, em seguida, reforma de R$ 100 mil, além de um caminhão boiadeiro e outros bens que totalizam R$ 500 mil. Agora ele responderá por fraude a licitação, peculato e lavagem de dinheiro”, afirma o delegado João Eduardo Davanço, responsável pelas investigações.

Edivaldo, além de afastado do cargo, ainda teve os bens bloqueados, por meio de uma medida cautelar e o agravante da posse ilegal de munição, já que foram encontrados balas de calibre 32 em sua casa, quando realizada a operação PC-27 II, no mês de novembro de 2013. A Polícia também apreendeu inúmeros documentos que comprovavam a sua evolução patrimonial, algo incompatível com a sua renda.

O acusado exercia a função de secretário desde 2009. Ele também respondia pelas secretarias de Administração e Saúde. Ele atuava em conluio com um empresário de 40 anos, que atua no ramo de locação de som e equipamentos e foi “vencedor” em oito licitações.