Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 28 de Setembro de 2020

Policial

Polícia do Paraguai prende 30 agentes suspeitos de facilitar fuga em massa

A suspeita é que eles facilitaram a fuga de 35 presos paraguaios e 40 brasileiros no último domingo (19).

Correio do Estado

20 de Janeiro de 2020 - 10:07

Diretor do presídio em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, Christian González e mais 30 agentes penitenciários foram presos pela polícia paraguaia e estão prestando depoimento, na manhã desta segunda-feira (20). A suspeita é que eles facilitaram a fuga de 35 presos paraguaios e 40 brasileiros no último domingo (19).

A ministra do Paraguai, Cecilia Pérez, durante coletiva de imprensa, declarou que era “categórico” a cumplicidade de policiais na fuga dos presos. A suspeita é que, aproximadamente, R$ 330 mil foram gastos para corromper alguns agentes. Os valores foram computados de acordo com a cotação do dólar de ontem.

Em entrevista ao site paraguaio abccolor, a ministra tinha anunciado a destituição do cargo do diretor da prisão e que os agentes tinham sido presos.
A maior suspeita apontada pela ministra é em relação ao volume de areia encontrada dentro de uma das celas. Foram utilizados 200 sacos para guardar a areia retirada do túnel e para a ministra, era impossível alguém não ter percebido a movimentação toda.

FRONTEIRA

A fronteira entre Pedro Juan e Ponta Porã esta bloqueada, porém, na manhã de hoje, foi desbloqueada.
Helicóptero está sobrevoando a área e a segurança continua reforçada.

Nesta madrugada, policiais fizeram buscas intensas no entorno da fronteira.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública declarou que a situação continua em alerta máximo.

De acordo com informações da Secretaria de Estado, Justiça e Segurança Pública (Sejusp), até o momento, nenhum preso foi recapturado ainda.