Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 5 de Dezembro de 2020

Policial

Polícia investiga mãe que ameaçou se matar e deu calmante para criança na Capital

De acordo com a delegada titular da Depca, Regina Márcia Rodrigues, familiares teriam ouvido a mulher falando que se suicidaria e que mataria o filho

MidiaMax

01 de Setembro de 2014 - 14:53

A Depca (Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente) está investigando o caso de uma criança de dois anos, que foi parar no hospital após a mãe dar uma dose de remédio calmante triturado à criança. 

De acordo com a delegada titular da Depca, Regina Márcia Rodrigues, familiares teriam ouvido a mulher falando que se suicidaria e que mataria o filho.

Conforme a delegada, o caso aconteceu na última sexta-feira (29). A avó paterna fazia uma visita à família e flagrou o momento em que a mulher estava dando o medicamento à criança. A avó bateu na mão da nora e impediu que ela continuasse administrando a medicação.

A avó pegou a criança e pediu ajuda para levar ao posto de saúde. Posteriormente, a criança foi encaminhada ao Hospital Universitário. A mãe da criança foi ouvida e alegou que a criança estava com febre, desmaiou, e por isso, estava dando a medicação. Segundo os familiares, a mulher já tem histórico de depressão e faz uso de medicamentos controlados.

Segundo a delegada, o depoimento da mãe não está condizente e o caso será investigado como tentativa de homicídio.