Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 28 de Janeiro de 2022

Policial

Polícia prende quadrilha por roubo de caminhões e caminhonetes em MS

Segundo a delegada, a quadrilha cometeu sete roubos em pouco mais de um mês. “Eles começaram a agir contratando fretes, rendendo os donos e roubando os veículos.

G1 MS

24 de Outubro de 2013 - 15:11

Policiais da Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos (Defurv) desarticularam uma quadrilha suspeita de roubar caminhões e caminhonetes em Campo Grande. Em entrevista ao G1 nesta quinta-feira (24), a delegada Maria de Lourdes Cano informou que 28 pessoas foram identificadas e indiciadas pelos crimes.

Segundo a delegada, a quadrilha cometeu sete roubos em pouco mais de um mês. “Eles começaram a agir contratando fretes, rendendo os donos e roubando os veículos. Depois, pereceberam que a polícia estava investigando e mudaram o modo de agir, invadindo residências e cometendo os crimes. Em quase todos, os suspeitos mantiveram as vítimas em cárcere privado”, explicou.

Ainda segundo Maria de Lourdes, 12 suspeitos foram presos e um adolescente, de 14 anos, foi apreendido, como executores dos roubos. Outros 15 detentos do Presídio de Segurança Máxima da capital sul-mato- grossense foram indiciados como mandantes dos crimes.

"Os detentos utilizavam, dentro da prisão, celulares para ordenar e articular os roubos", relatou Maria de Lourdes.

Três integrantes da quadrilha são de outros estados, um do Piauí e dois de Mato Grosso. Com um dos suspeitos, a polícia apreendeu uma arma de calibre 32, cano longo.

Os suspeitos foram indiciados pelos crimes de roubo qualificado pelo concurso de pessoas, cárcere privado, formação de quadrilha e corrupção de menores. Segundo a polícia, os integrantes estão presos na sede da Defurv e serão encaminhados, hoje, para os presídios de Campo Grande. O adolescente já foi encaminhado para uma Unidade Educacional de Internação (Unei).

Seis dos sete veículos roubados foram recuperados pela polícia e devolvidos para os donos. A suspeita é que o caminhão-baú, que ainda não foi encontrado, tenha sido levado para o Paraguai.

Crimes

Segundo Maria de Lourdes, a quadrilha roubou dois caminhões, três caminhonetes e dois carros de passeio. O primeiro crime foi no dia 27 de agosto, no bairro Guanadi. Três suspeitos invadiram uma casa, renderam seis pessoas e mantiveram a família em cárcere privado por cerca de cinco horas.  Eles roubaram um caminhão-baú, um carro, celulares, televisores e notebooks.

No dia 31 de agosto, nove homens entraram em um bufê no bairro Carandá Bosque. Eles mantiveram os proprietários do local e os funcionários como reféns e roubaram pertences, celulares e uma caminhonete.

Ainda segundo a polícia, no mês de setembro, a quadrilha cometeu quatro roubos. No dia 11, suspeitos armados abordaram um condutor no bairro Amambaí e roubaram um carro e R$ 4 mil.

Já no dia 23, foram dois crimes cometidos durante o dia. Os integrantes roubaram uma caminhonete no Jardim Tarumã e um carro no Jardim Seminário. No dia 28, cinco integrantes invadiram uma residência no bairro Guanandi, e mantiveram como refém uma mulher de 40 anos por mais de sete horas. Eles taembém  renderam e amarraram a mãe da vítima, 59 anos, e o filho, de 8 anos. Além do veículo, os suspeitos levaram um notebook, um computador de mesa e uma televisão que estavam na residência.

De acordo com as investigações, o último crime do grupo foi no dia 4 de outubro, na BR-163. Três suspeitos roubaram uma caminhonete e fugiram. Três jovens e um homem que estavam dentro do veículo foram amarrados, mantidos como reféns por algumas horas e depois foram deixados em um matagal próximo à avenida Três Barras.