Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 16 de Abril de 2024

Policial

Policiais militares de Nova Andradina são acusados de tortura

As fiscalizações no trânsito de Nova Andradina foram intensificadas recentemente, devido a uma onda de assaltos

Nova News/TV Morena

14 de Julho de 2011 - 11:00

Um grupo de policiais militares de Nova Andradina está sendo acusado de ter torturado um adolescente de 16 anos. A denúncia foi registrada na Polícia Civil nesta segunda-feira (11) pela mãe do jovem.

O adolescente, que pediu para não ser identificado, conta que estava na garupa de uma motocicleta pilotada por um jovem sem habilitação, que teria tentado fugir de uma fiscalização de trânsito.

“Eu estava na garupa de uma moto e estava andando com um menino que não tem habilitação. Quando vimos a viatura, corremos. Quando os policiais perceberam que nós corremos, vieram atrás e deram três tiros. Nós paramos na hora, mas ao invés de perguntarem quem nós éramos, eles já chegaram batendo, pisando na cabeça e algemando”, disse o adolescente em entrevista à TV Morena.

As fiscalizações no trânsito de Nova Andradina foram intensificadas recentemente, devido a uma onda de assaltos. Na maioria dos casos os ladrões utilizam motocicletas no momento da fuga.

De acordo com o jovem, após as agressões ele foi levado para o Batalhão da Polícia Militar na cidade, onde teria sido torturado por quatro policiais militares. “Não perguntaram nada só batiam e batiam. Eu cheguei a cuspir sangue e até vomitei”, diz o adolescente que afirma ainda ter sido obrigado a comer fezes.

A mãe do jovem, que também pediu para não ser identificada, disse à TV Morena que “ao chegar ao batalhão vi meu filho algemado, com a boca cheia de fezes, sangrando e pedindo por clemência. Pedi para que eles [os policiais] tirassem a algema dele, mas eles disseram para eu sair dali, porque eu estava atrapalhando, porque naquele momento ele estava sendo taxado como bandido”.

O delegado responsável afirmou que vai abrir um inquérito policial para investigar a denúncia. Já a Polícia Militar de Nova Andradina informou que a denúncia feita pela família está sendo apurada pela corporação.