Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Janeiro de 2021

Policial

Policial se passa por servente de pedreiro para fechar boca de fumo em Coxim

Segundo a polícia, João Corimba é tido como um dos traficantes mais fortes de Coxim, inclusive conta com olheiros em diversas partes.

Edição de Notícias

30 de Novembro de 2012 - 07:41

Nesta quinta-feira (29), um integrante da ROTAI (Rondas Ostensivas e Táticas do Interior) trabalhou como servente de pedreiro para registrar o movimento numa boca de fumo localizada na Vila Mariana, no assentamento Vale do Taquari, em Coxim.

Conforme o policial, durante todo o dia foi grande o entra e sai de usuários, na casa de número 65 da rua Três. Quando já tinha elementos suficientes, a polícia desencadeou a segunda parte da operação, entrando na residência de Sebastião Miguel de Freitas, de 40 anos, mais conhecido como João Corimba.

No local foram apreendidos oito gramas de pasta base de cocaína, assim como muitos petrechos para o preparo de drogas, R$ 1,2 mil em dinheiro, celulares e uma motocicleta Yamaha Factor.

Segundo a polícia, João Corimba é tido como um dos traficantes mais fortes de Coxim, inclusive conta com olheiros em diversas partes. Além do assentamento, ele também abastece a Silviolândia, distrito de Coxim, com diversos entorpecentes.

Para não deixar dúvidas, vários usuários foram levados para a 1ª Delegacia de Polícia, sendo que a maioria confessou que comprava drogas na boca de fumo de João Corimba. De acordo com o delegado Amylcar Eduardo Romero, João Corimba foi preso em flagrante e vai responder por tráfico de drogas. A operação foi efetuado pela ROTAI e pela Polícia Civil.

Em outubro do ano passado, ele foi preso pelo mesmo crime, mas, há aproximadamente seis meses, ganhou liberdade assistida. Na época, o “livro-caixa” de João Corimba chamou a atenção da polícia, pois em apenas duas semanas ele tinha comercializado mais de R$ 11 mil em entorpecentes.